Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Seg, 27/08/2012 às 15:11 | Atualizado em: 27/08/2012 às 18:21

Vocalista da New Hit teria participado de estupro

Alean Rodrigues | Sucursal Feira de Santana

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+
  • Foto: Luiz Tito/Ag. A Tarde | Ag. A TARDE

    Adolescentes acusam integrantes da banda de estupro

O vocalista da New Hit, Dudu (Eduardo Martins Daltro, 19 anos), é um dos dez músicos da banda de pagode de Salvador, presos neste domingo, 26, em Ruy Barbosa (379 km da capital) sob acusação de terem estuprado duas adolescentes de 16 anos, após a realização de um show na micareta da cidade. Segundo uma das adolescentes, Dudu teria realizado o ato mesmo após ela ter dito que era virgem. 

Segundo o delegado Marcelo Cavalcante, que cuida do caso, Dudu e outro integrante da banda, Willian Farias, admitiram em depoimento ter feito sexo com as jovens, mas disseram que houve consenso. Entre os suspeitos do estupro coletivo está ainda um policial militar que fazia a segurança do grupo de pagode, o soldado Carlos Frederico Santos de Aragão, que trabalha na 47ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM)/Pau da Lima. 

O delegado disse ainda que no momento em que o ônibus foi interceptado pela polícia, após a denúncia das adolescentes, haviam 25 integrantes no veículo. Destes 10 foram reconhecidos pelas duas garotas como autores da violência. "Cada um teve uma participação diferente. Todos foram autuados em flagrante por estupro", acrescentou o delegado.

Autógrafo - De acordo com o depoimento dado à polícia, as garotas disseram que são fãs da New Hit e que após o show, entraram no ônibus da banda para pedir autógrafos e tirar fotos com os músicos, mas foram orientadas a ir até o fundo do veículo, onde eles alegaram haver mais luz. Lá, foram arrastadas para o banheiro e violentadas. Ainda segundo as adolescentes, outras jovens aguardavam na fila para entrar no ônibus, elas não souberam dizer se outras meninas também foram violentadas nessa mesma noite.

Ainda em depoimento, as jovens disseram que são da cidade de Itaberaba (distante 65 km de Ruy Barbosa) e viajaram com uma prima maior de idade. As meninas também contaram que enquanto uma delas foi violentada por dez homens, a outra teria sido estuprada apenas por Dudu.

As mães das meninas, ainda de acordo com o delegado Marcelo Cavalcante, estiveram na delegacia e afirmaram não ter conhecimento que as garotas haviam viajado. Elas já retornaram para casa.

Inocência - De acordo com a mãe de Dudu, Tânia Santana, que esteve na delegacia nesta segunda-feira, o caso é um absurdo. Ela diz não acreditar na versão das meninas e afirma que a índole do filho não permitiria que ele tomasse uma atitude dessas. "A verdade vai vir à tona quando ele puder falar", afirma. 

Em nota enviada na tarde desta segunda à imprensa, a Polícia Militar da Bahia informou que o soldado acusado de participar do estupro está custodiado na Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP) da PM, que fica no Batalhão de Choque em Lauro de Freitas.

A reportagem de A TARDE tentou por várias vezes falar com o proprietário da banda de prenome Sacramento, mas ele atendia as ligações e avisava que não podia falar. Ele ficou de retornar a ligação, o que não foi feito até o fechamento desta matéria.

O laudo com o resultado dos exames das adolescentes deve ficar pronto no prazo máximo de 30 dias. Caso sejam condenados, os responsáveis pelo crime podem pegar de 8 a 12 anos de prisão.

 

comentários(12)
  • + recentes
  • + votados
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

Augusto Leonn, 03/09/2012 às 22:46

Ainda pra anta que se denomina Criatiano Conceiçao Moura: o teste comprovou o estupro. Sexo consesual e estupro são facilmente detectados por peritos. Respeite a dor dos familiares seu PORCO!E vá vc fazer uma vizitinha a eles... Na cadeia eles vão aprender direitinho a como receber gente da sua laia

Augusto Leonn, 03/09/2012 às 22:43

Cristiano Conceição Moura, vc deve ser outro marginalzinho fuleiro que acha que pode fazer e acontecer. Leva sua mãe, (se é que não foi chocado), e familiares do sexo feminino pra ir fazer uma visitinha aos anjinhos...

Cristiano Conceição Moura, 03/09/2012 às 17:53

Elas queriam é isso mesmo, e eles cairam nelas. Nunca foi estrupo, elas transaram sem ser a força.

Augusto Leonn, 03/09/2012 às 17:41

O pior é que tem um monte de mulher defendendo os anjinhos nas redes sociais. Nem respeito tem pela dor das famílias das vítimas e nem poupam as própria sda vergonha de terem VAGABUNDAS como familiares. Deviam ter o mesmo destino que os anjinhos vão ter na cadeia.

Gilenio Camilo, 28/08/2012 às 23:45

Ao se confirmar o que dizem as adolescente não resta outra qualificaçao para essa banda: Banda de Marginais.Aliás, o q muitos pagodeiros cantam e encenam em palco resume o que eles são. Investigação total.

Catia Costa, 28/08/2012 às 15:40

É triste como nos tempos de hoje nós mulheres ainda sofremos tamanha crueldade, além de violência física, sofremos discriminação principalmente pelas Mulheres essas que esquecem que não estão imunes a sofrerem um ato de tamanha crueldade como o que estas meninas sofreram.

Marcelo Silva Corcino, 28/08/2012 às 15:14

O que me preocupa é perceber que a mãe desse rapaz (Dudu) parece não saber que tipo de música o próprio filho canta e o defende, no mínimo, colocando a culpa somente nas meninas. Com certeza se a mãe dele ouvisse o "pagotrash" que ele canta ela ficaria era com vergonha....

Alex, 28/08/2012 às 11:08

Todos os comentários que tentam explicar o estupro, transferindo para as meninas a "culpa", são repugnantes e demonstram a inferioridade intelectual, cultural e moral da nossa sociedade. O foco é outro: esses criminosos são os formadores de opinião de centenas de milhares de jovens.

Zilson Marques de Sousa, 28/08/2012 às 10:11

Não cabe aqui julgar a ida das adolescentes à festa e nem culpar os pais e sim a covardia do grupo de se aproveitar da oportunidade e do pseudo estrelismo para praticar a pedofilia. Merecem a pena máxima e a perda da virgindade se é que possuem na cadeia.

Paulo Cesar Ferreira Saldanha, 27/08/2012 às 19:46

QUAL A LIÇÃO TIRADA DISSO TUDO. A BAHIA ESTÁ SEGUNDO OU TERCEIRO LUGAR EM NUMEROS DE ANALFABETOS. POR ISTO ESTAS BANDAS ENCONTRAM ECO. MUSICA QUE É BOM, NADA! SÓ BAIXARIA. AGORA, ONDE ESTAVAM OS PAIS DESTAS MENINAS. CHORAM AGORA O LEITE DERRAMADO.

Marcos Antonio Andrade, 27/08/2012 às 18:44

Esses vagabundos, covardes merecem pagar muito caro por isso...!

Genade Conceição Dias Santos, 27/08/2012 às 15:56

Que absurdo!!!! Teria que pagar pego que fez... Mas a justiça desse país é uma merda.

ver mais

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

26/08/2014 às 13:54

Caso New Hit completa dois anos sem sentença judicial - Foto: Luiz Tito | Ag. A TARDE

Caso New Hit completa dois anos sem sentença judicial

26/08/2014 às 18:05

Caso New Hit segue sem prazo para sentença final após 2 anos - Foto: Luiz Tito | Ag. A TARDE

Caso New Hit segue sem prazo para sentença final após 2 anos

26/08/2014 às 15:31

Mais de 1.400 crianças sofreram abusos sexuais em cidade

Mais de 1.400 menores sofreram abusos sexuais durante 16...

07/07/2014 às 14:06

Papa pede perdão a vitimas de abusos sexuais

O papa Francisco pediu perdão a vítimas de abuso sexual...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias