Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Sáb, 29/12/2012 às 18:39 | Atualizado em: 29/12/2012 às 20:45

Situação da orla deixa barraqueiros apreensivos

Luana Almeida

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+
  • Fernando Amorim | Ag. A TARDE

    Donos de estruturas improvisadas já estão sendo notificados para desocupar espaços

O último sábado do ano foi marcado por praias cheias na capital  baiana. Para os que não viajaram ou deixarão a cidade neste domingo, 30, a opção foi aproveitar o dia de sol. No entanto, quem depende do comércio nas praias para sobreviver ainda irá entrar em 2013 insatisfeito com a  situação atual da orla de Salvador. 

Para os barraqueiros, que tiveram que montar estruturas improvisadas na praia para comercializar os produtos, o sentimento é de apreensão. A categoria recebeu mais uma notificação da prefeitura para desocupar os espaços na areia.

Proprietário de uma barraca de praia em Patamares, Jaime Souza, 55, conta que ainda não recebeu nenhum comunicado oficial, porém já está se preparando para recolher os materiais de trabalho caso a Polícia Federal resolva retirá-lo do local, como ocorreu em 2010, quando as construções foram completamente demolidas.

"Estou muito preocupado. Se estou aqui, em uma barraca improvisada, é porque a prefeitura não apresentou nenhuma solução melhor para a gente. Minha família vive das minhas vendas na praia, não posso deixar de trabalhar", afirma.

O também barraqueiro Carlos de Jesus Oliveira, 41, diz  que, desde que a barraca dele, também em Patamares, foi derrubada, deixou de lucrar cerca de 50% do que arrecadava. "Foi um baque. Agora que estamos tentando nos levantar, vem mais uma notificação. Ainda não fui informado, mas, pelo visto, vamos continuar na incerteza", disse o comerciante.

Intervenções - Em reunião realizada no início de dezembro, o prefeito eleito ACM Neto recebeu o aval do juiz federal Carlos D'Ávila Teixeira, da 13ª Vara Cível da Bahia, para iniciar, a partir de 1º de janeiro, as operações que considerar necessárias para revitalizar o litoral da capital baiana.

A revitalização da orla marítima foi uma das promessas de campanha de ACM Neto, que já anunciou que dará início ao projeto de requalificação pela Praia da Barra.

O projeto prevê ampliação do calçadão, ordenamento do trânsito e espaço para esportes, lazer e comércio. A respeito das barracas de praia, o prefeito eleito não detalhou. "Vai haver algo, mas que tipo de estrutura vai ser ainda está em estudo", afirmou ACM Neto na ocasião.

ACM Neto promete requalificação

O prefeito eleito de Salvador, ACM Neto, já recebeu autorização da 13ª Vara Cível da Bahia para dar início, a partir de 1º de janeiro, às obras de revitalização da orla.

 

comentários(6)
  • + recentes
  • + votados
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

ROMULO LIMA BAHIA, 31/12/2012 às 14:13

NO PROJETO DA NOVA ORLA DE SALVADOR, TEM QUE INCLUIR A PROIBIÇAO DA VENDA DE CERVEJA, REFRIGERANTE E OUTRAS BEBIDA EM GARRAFA, VENDER APENAS EM LATA. QUALIFICAÇÃO, ADEQUAÇÃO E EDUCAÇÃO DOS TRABALHADORES E BARRAQUEIROS, FISCALIZANDO-OS CONSTATEMENTE, ENSINANDO OS DIREITOS E DEVERES DE AMBOS.

ROMULO LIMA BAHIA, 31/12/2012 às 14:10

O QUE NÃO PODE É FICAR COMO ESTÁ A SITUAÇÃO DA ORLA, DOS BANHISTAS E DOS BARRAQUEIROS. PRECISAMOS DE UM PROJETO, ONDE SEJA DESENVOLVIDO E CRIADO UM LOCAL PARA AS BARRACAS SEM QUE TIREM A TRANQUILIDADE, A PAZ E O ESPAÇO DOS BANHISTAS NA AREIA DA PRAIA. INCLUSIVE, PROIBIR A VENDA DE CERVEJA EM GARRAFA

ROMULO LIMA BAHIA, 31/12/2012 às 14:06

TEMOS QUE ANALISAR DIREITO A SITUAÇÃO DA ORLA DE SALVADOR. PORÉM NÃO PODEMOS DEIXAR QUE OS BARRAQUEIROS OCUPEM DE FORMA DESORDENADA E IRREGULAR AS ÁREAS DA PRAIA, MAS TAMBÉM TEMOS QUE QUALIFICA-LOS. PRAIA É PARA BANHISTAS E NÃO BARRACAS, MAS ELES PODEM SIM TER UM ESPAÇO PARA VENDER BEBIDAS, ETC.

Roosevelt da Silva Gomes, 30/12/2012 às 10:06

COMO SEMPRE DIGO AQUI, É ENDÊMICO DO NOSSO POVO FAZELAR TUDO, ELES NÃO TEM UM PINGO DE AMOR PELA CIDADE E ESCULHAMBA TUDO MESMO, É FEIO POR DEMAIS O QUE ELES FAZEM E DEPOIS AINDA TEM O DESCARAMENTO DE PERGUNTAR SE QUEREMOS QUE ELES VÃO ROUBAR. ACABA COM ISSO URGENTE DOA A QUEM DOER.

Marcilio, 30/12/2012 às 08:21

Apesar de não termos calçadões, a areira da praia é ligar pra banhistas e esportista. Esses barraqueiros exploram o espaço de maneira predatória deixando a orla um lixo. Lamento, mas temos que ter ordem.

Neialdo, 30/12/2012 às 07:17

Situação da orla deixa barraqueiros apreensivos: É de dar pena a inteligencia de nossos gestores, as barracas eram uma porcaria e agora é o que? antes barracas irregulares, agora favela regulares? e queremos turista em nossas praias com esta vergonha administrativa?

ver mais

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

17/09/2014 às 07:46

Dois corpos são encontrados na praia da Barra

Os corpos de dois homens não identificados foram...

14/09/2014 às 11:34

Barcos abandonados enfeiam a orla e são ameaças à saúde - Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE

Barcos abandonados enfeiam a orla e são ameaças à saúde

08/09/2014 às 17:30

Suposto toque de recolher fecha comércio e escolas em Brotas - Foto: Diego Mascarenhas | Ag. A TARDE

Suposto toque de recolher fecha comércio e escolas em Brotas

05/09/2014 às 18:38

Carreta perde força e invade casas no bairro do Comércio - Foto: Barreto Neves | Foto do internauta

Carreta perde força e invade casas no bairro do Comércio

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias