Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Qui, 09/05/2013 às 19:57 | Atualizado em: 09/05/2013 às 20:42

Inalação de substância gasosa intoxica 40 funcionários

Davi Lemos e Raíza Tourinho

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+
  • Joá Souza / Ag. A TARDE

    Gás vaza e causa transtornos no Campo da Pólvora

  • Joá Souza / Ag. A TARDE

    Muitas pessoas passaram mal e algumas chegaram a desmaiar

  • Reprodução | Google Maps

    Vazamento aconteceu na região do Campo da Pólvora, ao lado da Arena Fonte Nova

Pelo menos 40 pessoas sofreram intoxicação, no início da noite desta quinta-feira, 9, no bairro de Nazaré, quando trabalhavam na empresa Contax, que presta serviços de call-center à operadora de telefonia Oi. Os funcionários passaram mal após inalar substância gasosa tóxica que causou crises respiratórias, vômitos e, em alguns casos, desmaio.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, 30 pessoas foram socorridas em 10 ambulâncias para três unidades de saúde: 5º  e 16º centros e o Hospital Geral do Estado. A suspeita inicial era de que a substância gasosa vinha de obra realizada na Arena Fonte Nova pela Conder. Ou ainda de que viesse de geradores de energia do prédio, que seriam alimentados por óleo diesel.

Entretanto, o comandante do 1º Grupamento de Bombeiros Militar, tenente-coronel Antônio Júlio Silva, disse que ainda não era possível determinar qual substância causou a intoxicação. "Foi um evento de alto grau de gravidade, e tudo será periciado. O que podemos dizer é que as pessoas foram intoxicadas por gás que entrou no prédio pelo sistema de ar-condicionado", disse.

O tenente-coronel também não informou se haveria interdição do prédio. Os funcionários da Contax, entretanto, disseram que foram impedidos de deixar o local assim que sentiram o cheiro do elemento tóxico. "Só liberaram a saída depois que as pessoas começaram a passar mal. Na quinta, quiseram que assinássemos um termo de responsabilidade", declarou Matheus Calmon, operador do call-center.

QUI, 09/05/2013 às 21:10

Inalação de substância gasosa intoxica 40 pessoas em Nazaré

Empresa nega - A Contax, em nota, negou que houve vazamento de gás ou "de qualquer outro produto no prédio". Também negou que tivesse impedido a saída dos funcionários, mas que prestou assistência necessária desde  quarta-feira. Trabalham no prédio pelo menos 2,5 mil pessoas. A empresa atribui a intoxicação dos funcionários à "aplicação do produto Emulsão CN30 para asfaltamento do estacionamento da Arena Fonte Nova".

Por sua vez, a Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder), responsável pela obra no estacionamento, informou que o odor  foi oriundo de uma base selante utilizada para a aderência no asfalto.

Segundo a Conder, há possibilidade de que uma corrente de ar tenha levado o vapor asfáltico para a tubulação da empresa. A Conder não soube informar se a obra vai continuar nesta sexta, 10.

A emulsão CN30, utilizada para o asfaltamento, possui 50% de solvente derivado de petróleo em sua composição e continua liberando vapores no ambiente até 72 horas após a aplicação. O produto está sendo substituído pela Petrobras por um menos tóxico, para atender à  ISO 14.000, de gestão ambiental. Estudos indicam que a emulsão é considerada inflamável e prejudicial à saúde.

Riscos à saude - Segundo o pneumologista Guilhardo Ribeiro, ex-presidente da Sociedade de Pneumologia da Bahia, os sintomas das vítimas apontam intoxicação química. Ele explica que há diversos fatores que contribuem para a intoxicação, como o nível de exposição, a temperatura do composto químico, além de predisposições individuais, como doenças respiratórias ou alérgicas.

De acordo com o pneumologista, a intoxicação pode levar a várias sequelas, como o desenvolvimento de uma asma induzida e quadros infecciosos graves. "A substância química quebra os mecanismos de defesa naturais", afirmou o médico.

Ele alerta que o número de vítimas pode crescer nos próximos dias. "O efeito da intoxicação pode ser retardado em algumas pessoas".

 

comentários(3)
  • + recentes
  • + votados
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

Paulo César Vieira da Silva, 09/05/2013 às 22:32

As condições de trabalho dessa empresa de telemarketing sao subhumanas

daniele, 09/05/2013 às 21:20

Por estar me sentindo mal juntamente c familiares, fui pedir orientação aos bombeiros e eles informaram que o odor é devido a um produto impermeabilizante utilizado na Arena Fonte Nova

Marcela Magri, 09/05/2013 às 20:48

ISSO OCORRE NA EMPRESA DESDE ONTEM PESSOAS PASSANDO MAU E A EMPRESA OBRIGA OS OPERADORES A TRABALHAR E O PROBLEMA É LA MESMO

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

08/05/2014 às 10:27

Via é tomada por usuários e traficantes de drogas - Foto: Edilson Lima | Ag. A TARDE

Via é tomada por usuários e traficantes de drogas

17/05/2014 às 09:25

Metrô: demolição de galpões não é assumida por nenhum órgão - Foto: Lúcio Távora | Ag. A TARDE

Metrô: demolição de galpões não é assumida por nenhum órgão

19/07/2014 às 12:38

Canteiro central da Av. Bonocô é preparado para obras - Foto: Fernando Amorim | Ag. A TARDE

Canteiro central da Av. Bonocô é preparado para obras

10/07/2014 às 09:20

Ucsal inscreve em curso de extensão em inglês

Estão abertas até 4 de agosto as inscrições para o curso...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias