Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Ter, 08/08/2017 às 13:28 | Atualizado em: 08/08/2017 às 13:44

Cine Ceará destaca filmes que exploram temáticas LGBT

Rafael Carvalho*

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+
  • Divulgação | Rafael Carvalho

    A atriz Daniela Vega vive protagonista em

    A atriz Daniela Vega vive protagonista em "Uma Mulher Fantástica"

O 27º Cine Ceará abriu os trabalhos no último sábado com exibição do filme chileno "Uma Mulher Fantástica", dirigido por Sebastián Lelio. O diretor coloca em destaque o drama de Marina, uma mulher transgênero que tem um relacionamento com um homem mais velho. Um mal súbito e um acidente caseiro o leva a óbito.

A partir disso, Marina precisa lidar com a família dele e ainda provar que não foi culpada pela morte do homem amado, uma vez que o relacionamento dos dois era visto com desconfiança. Lelio parece magnetizado pela figura dessa mulher em processo de luto e também de provação diante de uma sociedade tão hostil para um transexual.

A atriz Daniela Vega é de fato uma mulher trans e segura muito bem o filme. A personagem conta com o apoio de alguns amigos, mas enfrenta a suspeita e mesmo a violência por parte de quem não aceita sua condição feminina. O longa consegue traduzir, em muitos momentos, certo sentimento de inadequação e deslocamento da personagem tanto diante da situação inusitada e também da sua própria identidade.

A montadora do filme, Maria Soledad, esteve presente no Cine Ceará e destacou a diferença deste filme em relação aos demais do diretor – ele fez anteriormente o ótimo Glória. Isso porque "Uma Mulher Fantástica" abre espaço para os devaneios da personagem nesse momento de calvário e foge um pouco do aspecto mais realista que domina as produções do diretor. Ainda assim, o filme põe em pauta um tema tão incômodo como a transgeneridade.

Uma Mulher Fantástica entra em cartaz no circuito brasileiro no dia 7 de setembro.

Corpo Elétrico

Em sessão especial, promovida pela Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine), foi exibido o longa-metragem de estreia de Marcelo Caetano, Corpo Elétrico. O filme segue as desventuras de Elias (Kelner Macêdo), funcionário de uma empresa de confecção de roupas. Ali ele convive com uma série de amigos e está sempre em busca de encontros fortuitos com outros homens.

De forma muito livre e bem-humorada, Caetano nos apresenta um microcosmo formado por esses amigos e sua rede de relações em aberto. O filme foge também das regras convencionais da narrativa clássica e não possui um conflito definido, um problema a ser resolvido pelo protagonista. Busca somente captar um estado de espírito de um grupo de pessoas em busca de realização pessoal, que vivem e trafegam pela periferia de São Paulo.

O filme faz um belo par com Tatuagem, de Hilton Lacerda, especialmente pela maneira com que ambos estabelecem um universo muito particular onde esses personagens podem expor seus desejos, anseios, pulsar de tesão e se entenderem como amigos, mesmo apesar das diferenças. Em Corpo Elétrico integram-se no grupo desde drags queens que fazem shows na noite até amigos héteros de Elias, como o colega da fábrica que está prestes a se casar com a noiva.

O filme tem sessão especial em Salvador nessa quarta-feira, 9, às 20h, no Itaú Glauber Rocha, com a presença do diretor e elenco. Teve sua estreia mundial no prestigiado Festival de Rotterdam e chega ao circuito comercial no próximo dia 17 de agosto.

Em memória de Geraldo

A perda do cineasta e produtor Geraldo Morais foi lembrada na abertura do Cine Ceará. Ali foi lida um texto de homenagem assinado pelo cineasta cearense Rosemberg Cariri:

“Abrimos aqui um espaço, sagrado em seu significado mais profundo, para nos despedirmos do cineasta e amigo Geraldo Moraes, que nos deixou hoje. Dizem as crenças antigas que todo homem é uma vela que Deus pôs no mundo, tendo esse mesmo homem o livre-arbítrio para acender ou deixar apagada a sua luz. Geraldo Moraes foi um homem de luz própria, foi líder estudantil e lutou contra a Ditadura Militar, fez cinema nas épocas mais difíceis, foi professor de universidades e muito ensinou aos jovens, em cursos administrados em todo o país, dos pampas gaúchos aos sertões nordestinos, dos pantanais do centro-oeste às florestas da Amazônia. Gaúcho-brasiliense-nordestino, à frente de importantes entidades representativas de cineastas, Geraldo Moraes fez da descentralização da produção do cinema brasileiro uma das suas mais importantes bandeiras de luta, sendo um dos importantes articuladores da Associação de Produtores e Cineastas do Norte-Nordeste e da Conne, nova instituição que reúne produtores e cineastas do Centro-oeste, Norte e Nordeste. Nós que fazemos o Cine Ceará queremos dedicar essa edição do festival à memória do cineasta e do homem Geraldo Moraes. Salve amigo. Para você, pedimos os aplausos das pessoas aqui presentes”.

*O jornalista viajou a convite da organização do festival.​

 


outras notícias

12/08/2017 às 15:44

Filme argentino é o grande vencedor do Cine Ceará - Foto: Divulgação

Filme argentino é o grande vencedor do Cine Ceará

11/08/2017 às 13:31

Filme dominicano apresenta outras geografias no Cine Ceará - Foto: Divulgação

Filme dominicano apresenta outras geografias no Cine Ceará

04/08/2017 às 13:10

"É nostálgico e lírico", diz Selton Mello sobre seu novo filme

18/08/2017 às 17:22

Comédia sobre a Bahia dos anos 70 estreia na próxima quinta - Foto: Divulgação

Comédia sobre a Bahia dos anos 70 estreia na próxima quinta

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias