Colunistas


Geraldo Bastos

Fale com Geraldo Bastos: gbastos@grupoatarde.com.br

Tendências & Mercado

Dom, 12/02/2017 às 10:00

Mundo Pet inaugura megaloja

gbastos@grupoatarde.com.br

O mercado de pet shop da Bahia, formado na grande maioria por pequenos negócios, vai ganhar esta semana um concorrente de peso: a Mundo Pet. A megastore, localizada na Av. Juracy Magalhães, no Rio Vermelho, ocupa uma área de 4.500 m², emprega 70 pessoas e exigiu investimentos da ordem de R$ 6,5 milhões. O espaço será aberto para o público sábado. O modelo da loja é similar ao de um shopping. Os corredores são espaçosos e os ambientes refletem o mundo animal para tornar mais agradável a experiência de compra. Para completar, uma infinidade de serviços e produtos para atender cães, gatos e outros animais, como roedores, peixes, pássaros. A megaestrutura conta, dentre outras coisas, com centro de adoção de pets, com feiras semanais, clínica veterinária 24 horas, banho e tosa para cães, área exclusiva e inédita no Nordeste para banho e tosa de gatos, espaço multiúso para eventos especiais, adestramento e orientação sobre os principais cuidados com os pets, espaço interativo com monitores, vacinas, internamento, creche, hidratação profunda e penteados artísticos “A Mundo Pet chega ao mercado para inovar e trazer um conceito totalmente novo para o segmento com os preços mais baixos do mercado. O nosso objetivo principal é oferecer uma experiência diferenciada para os animais e seus donos, além de ser um ponto de encontro e lazer para as famílias”, diz o empresário Luís André Bastos. A intenção da marca é abrir outras unidades pelo país. “Já abrimos em Salvador com um plano de expansão definido. Nossa segunda unidade será inaugurada em Fortaleza, em março”, informa Alain Michel, formado em economia pela Duke University (EUA) e também sócio do empreendimento.

Codevasf foca ações na Bahia

Iniciar a construção da terceira etapa da Adutora do Algodão, concluir a segunda etapa das obras do sistema integrado de abastecimento do município de Campo Alegre de Lourdes e seguir com os projetos de revitalização da bacia do rio São Francisco, com a execução de serviços de contenção de margens, recuperação de nascentes e melhoria na captação de água dos projetos de irrigação. Estas são algumas das principais ações que serão executadas ao longo deste ano pela Codevasf na Bahia. Para 2017, o volume de investimentos previstos pela empresa nos sete estados da área de atuação é da ordem de R$ 1,2 bilhão – cerca de R$ 200 milhões a mais em relação ao exercício anterior. A dotação prevista para a Bahia é de aproximadamente R$ 80,3 milhões. Mas existe um montante de R$ 795,1 milhões com a rubrica “nacional”, ou seja, recursos que serão distribuídos entre os estados ao longo do ano, de acordo com as prioridades detectadas pelo órgão. “Teremos mais investimentos na Bahia. Não só recursos do orçamento de 2017, mas também recursos de 2016 que foram empenhados e que serão executados este ano“, afirma a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, informando ainda que só para revitalização do Velho Chico está prevista para este ano a liberação de R$ 28 milhões.

Incentivo à agricultura irrigada

A Bahia concentra o maior número de perímetros geridos pela Codevasf. São 13 projetos de irrigação, distribuídos nas regiões do submédio São Francisco (Mandacaru, Maniçoba, Salitre – etapa 1, Curaçá e Tourão) e do médio São Francisco (Barreiras Norte, Ceraíma, Estreito, Formoso, Formosinho, Nupeba, Riacho Grande e São Desidério). No total, esses empreendimentos contam com 3.764 lotes – 3.259 familiares e 560 empresariais – que produzem, dentre outras coisas, banana, manga, cana-de-açúcar e uva. No ano passado, os projetos receberam investimentos da ordem de R$ 64 milhões. A produção alcançou 2,3 milhões de toneladas, com a geração de mais de 108 mil empregos diretos e indiretos. De acordo com a Codevasf, Tourão liderou a produção com 1,3 milhão de toneladas. Já Maniçoba obteve o maior faturamento: R$ 130 milhões. “Os resultados são impressionantes. O impacto social é inegável. São projetos que têm melhorado a vida de centenas de famílias e impulsionado, de fato, o desenvolvimento dessa região da Bahia”, conta Kênia Marcelino. Na área de piscicultura, os investimentos da Codevasf na Bahia somaram R$ 5,1 milhões em 2016. Deste total, R$ 4 milhões foram empregados na reforma do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura de Xique-Xique.

Modelagem técnica do VLT

A Accenture, uma das maiores empresas de consultoria do mundo, foi contratada pelo governo do estado, por intermédio da Empresa Baiana de Ativos S.A. (Bahiainveste), para fazer a modelagem técnica e econômico-financeira do projeto de concessão patrocinada do Sistema Viário Leve sobre Trilhos, o VLT do Subúrbio. O serviço terá duração de oito meses e vai custar R$ 2,465 milhões. No final do mês passado, o governo baiano divulgou que o grupo britânico Indico PLC está disposto a conceder até US$ 466 milhões (aproximadamente R$ 1,5 bilhão) para financiar a implantação do VLT, que terá 19 km de extensão e vai ligar os bairros do Comércio a Paripe.

Polo Wear abre nova unidade

O Polo Wear inaugurou anteontem a sua quarta loja na capital baiana. Localizada no Salvador Shopping, a unidade tem mais de 750 m² e conta com diversas opções de roupas masculina, feminina e infantil. “O Salvador Shopping é um dos melhores empreendimentos do Brasil. Buscávamos a metragem e localização ideal para instalar uma loja da Polo Wear, e isto finalmente aconteceu”, diz Josué Varella, diretor comercial da varejista. Criada em 2009, a Polo Wear possui 109 operações no Brasil, todas próprias. Além de Salvador, está presente também em Camaçari, Feira de Santana, Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista.

Período

Colunista:

Coluna:

De:

Até: