Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Qui, 20/09/2012 às 19:27

Kleina projeta nova 'Arrancada Heroica' no Palmeiras

Daniel Akstein Batista

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

Apresentando oficialmente nesta quinta-feira, Gilson Kleina não perdeu tempo e aproveitou seus primeiros contatos com o grupo palmeirense para fazer testes no time e motivar o elenco, abatido pela má fase no Brasileirão.

Em sua primeira coletiva como treinador do Palmeiras, Kleina citou a Arrancada Heroica, que completou 70 anos nesta quinta, para estimular o orgulho dos jogadores. O episódio, em 1942, marcou a mudança do nome de Palestra para Palmeiras e consolidou o clube, então ameaçado pelo governo brasileiro por fazer alusão à Itália, inimiga dos Aliados no contexto da Segunda Guerra Mundial.

"Esta é uma oportunidade ímpar", afirmou o técnico, ao chegar ao maior clube que já comandou na carreira. "Não resta nenhuma dúvida de que é uma tarde diferente, mas não quero ser o artista. Quero passar a maior tranquilidade para os jogadores e alegria para a torcida. Quem sabe não está coincidindo para termos uma nova Arrancada Heroica?", comentou o treinador.

Em uma avaliação inicial do elenco palmeirense, Kleina afirmou que o grupo está ansioso, diante da sequência negativa das últimas rodadas. "Pelo treinamento, vi que tem muita ansiedade. Temos que ter tranquilidade para chegar na área, ter ousadia. Vamos simplificar. Vamos trabalhar a casa de trás para a frente, para voltar a ser forte", pregou.

"Vejo no semblante dos jogadores muita vontade de sair dessa situação. Vamos fazer a diferença. Não creio que seja problema técnico, de estrutura... Foi uma somatória. Falei para eles que trabalho de uma forma que jogador tem que ter alma. Não temos que jogar pelo campeonato, tem que ser um jogo de cada vez", afirmou.

Kleina adiantou que o primeiro passo será recuperar a confiança do elenco. "É um elenco qualificado, jogadores com currículo espetacular. O último grito de campeão no País foi do Palmeiras. Procuramos passar a confiança para os atletas. Tem que ter a confiança das jogadas. Futebol tem que ter equilíbrio do começo ao fim, organização".

"Nosso primeiro objetivo é tirar o time desta situação desconfortável. Tenho convicção [de que isso é possível], pela confiança nos jogadores, pelo trabalho", completou.

comentários(0)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

24/10/2014 às 17:54

Mesmo com mistério, Máxi é a única dúvida no Bahia - Foto: Eduardo Martins | Ag. A TARDE

Mesmo com mistério, Máxi é a única dúvida no Bahia

24/10/2014 às 16:43

Dorival vê Valdivia descansado para clássico de sábado

O Palmeiras fez uma grande ação para conseguir contar com...

24/10/2014 às 13:40

Com Lúcio, Palmeiras divulga lista dos relacionados

O Palmeiras divulgou a lista dos 23 relacionados para...

24/10/2014 às 12:03

PM aumenta efetivo para Palmeiras x Corinthians

Para a Polícia Militar, o clássico entre Palmeiras e...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias