Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Sáb, 04/08/2012 às 21:02 | Atualizado em: 04/08/2012 às 21:23

Trânsito é grande desafio para o novo prefeito de Salvador

Kleyzer Seixas

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+
  • Fernando Vivas | Agência A TARDE

    Trânsito intenso nas ruas de Salvador devido ao aumento da frota de veículos

A frota de veículos de Salvador aumentou 43% nos últimos 10 anos, o terceiro maior crescimento entre as cinco mais populosas cidades do país: São Paulo (39%), Rio de Janeiro (36%), Brasília (51%) e Fortaleza (51%). Caso o ritmo permaneça o mesmo, com o crescimento médio de 6% ao ano, devido, em grande parte, aos incentivos do governo federal para aquisições do carro zero, a capital baiana terá mais de 1 milhão de veículos para uma população de quase 3 milhões de pessoas em 2016, o quarto ano do mandato do próximo prefeito.

O aumento de carros em uma cidade que não possui planejamento urbano constitui-se em um dos principais desafios para o novo gestor municipal. Quatro especialistas em trânsito foram ouvidos pela reportagem de A TARDE para apontar possíveis soluções e esclarecer em quais pontos as últimas administrações erraram. Hoje com uma frota de 772.278 veículos e 2.742 ônibus, bastam apenas uma batida, uma parada em um local inadequado ou uma intervenção viária para o trânsito travar, em qualquer horário. A população que usa o transporte público é a mais castigada, por passar horas dentro de ônibus, alguns sujos e lotados.

Amadorismo - A falta de  planejamento urbano é apontada por  todos os especialistas  como um dos principais problema do tráfego. O certo é que Salvador não se preparou para receber o boom dos milhares de veículos que chegam às ruas todos os meses, apesar de desde a década de 70 já se chamar a atenção para a impossibilidade de dissociar o trânsito do planejamento do uso do solo. Para se ter uma ideia do amadorismo, não existe sequer uma pesquisa de destino e origem dos passageiros. Esse estudo ajudaria a identificar de onde vêm e para onde vão as pessoas diariamente, podendo auxiliar no planejamento de estratégias de locomoção eficiente e confortável,  afirma o  professor de urbanismo Luiz Antônio de Souza.

A descontinuidade administrativa é uma das explicações para a falta de projetos eficazes. A Secretaria Municipal de Transportes e Infraestrutura, por exemplo, teve oito secretários nos oito anos da  gestão de João Henrique. “Não dá para fomentar política com esse entra e sai. E pessoas sem qualificação. Aí você procura um bode expiatório, que é o aumento de veículos”, alerta Souza.

O crescimento da frota, motivado pelas péssimas condições do transporte público, contribui para o  inchaço nas vias, porque o espaço físico não cresce na mesma proporção que os carros. Salvador, décima-sexta cidade mais populosa das Américas, passa, hoje, pelo que todos os países do mundo, sobretudo os capitalistas, já passaram, por ter a indústria automobilística como motor de desenvolvimento econômico. “No curto prazo, se medidas agressivas não forem tomadas, de limitação e restrição do veiculo, não teremos solução, porque o espaço oferecido não pode ser alterado em 4, 5, 6 meses”, alerta o professor de urbanismo Ney Castro. 

A saída, nesse caso, é investir no transporte de massa para desestimular o uso do veículo particular, alertam os especialistas. Uma solução,  sugere  Castro, seria um metrô subterrâneo, com todo custo que  implique: “A Paralela e o Bonocô são avenidas largas com canteiros centrais largos, que comportariam uma obra por debaixo da terra”.

Os projetos pontuais, com criação de viadutos e inclusão de passarela, também não são opções viáveis, como vêm sendo realizados pela prefeitura, afirma o especialista em trânsito Elmo Felzemburg, que cita a ineficiência dos viadutos da região do Iguatemi. “Quantos deles têm ali e não resolveram o problema?” A Setin não informou o valor gasto nas últimas intervenções com objetivo de desafogar o tráfego.

Além da criação de um sistema integrado, que ligue o metrô aos outros meios de locomoção, há alternativas para reduzir o tempo de deslocamento, como  incentivar carona solidária, descentralizar atividades de determinadas regiões, estimular empresas a adotarem transporte dos funcionários em  vans, o que  tiraria das ruas,  oito automóveis, caso o veículo transportasse oito funcionários, destaca o professor de urbanismo Juan Pedro Moreno.   

Propostas dos candidatos para o trânsito de Salvador

Mário kertész (PMDB)

Experiência - Não acredito que exista quem  more aqui e não sofra com o trânsito. Até os motociclistas estão se queixando, imagine quem anda de carro ou depende de transporte público. E com a campanha, tenho circulado ainda mais por diferentes bairros e em diferentes horários, e sempre tem engarrafamento

Proposta - Requalificar Transalvador, coibir estacionamento em locais proibidos, retirar excesso de quebra-molas, implantação de sinalização, radares e obras para viabilizar tráfego, melhoria de estações de transbordo, metrô até Cajazeiras antes de implantação da linha 2.

Nelson Pelegrino (PT)

Experiência - Sou uma pessoa que transito na cidade toda, tenho agenda intensa e conheço a cidade. A minha constatação é que o nível do trânsito é crítico. Ou seja, um atropelamento, uma manifestação, complicam toda a cidade. 

Proposta - Investimento em transporte de massa, conclusão da linha 1 do metrô, linha 2 do metrô, com PPPs; criação da via 29 de Março e requalificação de outras,  trem do subúrbio, com vetores a RMS, Terminal da França e San Martin; melhoria de planos inclinados; gestão  com  sinaleiras inteligentes, ciclovia; pesquisa de origem e destino.

Hamilton Assis (PSOL)

Experiência - Cidade só é boa para quem anda de helicóptero. É ruim para todos, porque todos são afetados. Andei muito de ônibus quando morei no subúrbio. Hoje, com carro, continuo me sentindo afetado. Já usei  transporte coletivo e gostaria que houvesse um de massa para andar com segurança.

Proposta - Colocar mais retornos, mais passarelas e criar corredores marginais para ônibus; ligação do trem do subúrbio com  o Comércio e ligação dos trens com a linha 1 do metrô, que pretende estender até Cajazeiras; retirar rodoviária da Av ACM; descentralização de serviços; ciclovias.

Rogério Da Luz (PRTB)

Experiência - Experiência de tratar do trânsito passa pela prática e não só pela teoria. Tem candidatos que nunca andaram de ônibus. Eu já andei muito, porque já precisei e para conhecer  o dia a dia de quem precisa estar ali. Hoje, tenho carro e isso não impede de enfrentar congestionamentos.

Proposta - Implantação do Aerotrem na Paralela, com monotrilho suspenso, da Rótula ao Aeroporto e da Rótula à Calçada; implantar sistema moderno de trem no subúrbio, integrado-o à orla; retirada da rodoviária da Av. ACM; criação da estação do Aerotrem; ciclovias.

Márcio Marinho (PRB)

Experiência - A cidade que moro, transito nela todos os dias, sofro os mesmos problemas que todo mundo  e conheço realmente o problema da locomoção urbana. Existem pontos mais críticos de Salvador  nos quais perdemos muito tempo na locomoção.

Proposta - Organizar trânsito de forma planejada, feito pela engenharia de trânsito; ampliação e criação de novas vias; criação de  passarelas; funcionamento da linha 1 do metrô, estendendo de Pirajá a Pau da Lima e Cajazeiras; melhoria para trem do subúrbio; revitalização e criação de ciclovias.

ACM Neto (DEM)

Experiência - Engarrafamento não tem mais hora para acontecer em Salvador. Na quarta-feira, levei mais de 1h30 para ir do Aeroporto até a Paulo VI, na Pituba. Em Cajazeiras, perco mais 45 minutos no trânsito para atravessar de uma ponta a outra.

Proposta - Trabalhar com inteligência e engenharia de tráfego; câmeras de controle; intervenções físicas em pontos críticos; substituição de semáforo por passarela e viadutos; reorganizar linhas de ônibus, ligadas ao metrô; linha 1 até Cajazeiras; integração da linha 2 pela Bonocô; renovação da frota de ônibus.

comentários(7)
  • + recentes
  • + votados
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

Magno Souza, 01/09/2012 às 23:27

É necessario evacuar a cidade, tirar do mapa locais (exemplo Contrução da Av. Luis Eduardo), moramos em uma grande favela sem muitas opções de deslocamento, temos de fazer voltas para chegar em lugares. Manda gente pro interior e repensa a cidade é o jeito.

Rafael Magno Silva de Oliveira, 24/08/2012 às 15:35

Como todos os candidatos tem as mesmas propostas a no mínimo 12 anos, e sempre o que ganha não resolve nada, concluo que o transito de Salvador não terá solução NUNCA. Por favor Senhores candidatos evitem falar de metrô, esse assunto já está a 8 anos defasado.

Luciana Amaral, 05/08/2012 às 16:35

Mário tem as melhores propostas, estacionar em local proibido gera congestionamentos enormes, colocar sinaleiras e radares inteligentes vão ajudar muiito, não ficará a coisa horrorosa de hoje, tudo desregulado, sem falar do metrô até Cajazeiras que irá folgar e muito os ônibus da cidade.

Boaventura F. Gloria, 05/08/2012 às 09:42

vamos mudar Salvador com 13

Francisco André, 05/08/2012 às 08:56

Como sempre, as promessas são muito bonitas no papel, mas todo mundo sabe que nenhum desses vai cumprir sequer 10% dos que estão dizendo.

MARCOS MAURICIO OLIVEIRA DOS SANTOS, 05/08/2012 às 06:51

O TRANSITO DE SALVADOR ESTA CAOTICO. E PRECISO TER IDEIAS PARA ACHAR UMA SOLUÇÃO PORQUE DO JEITO QUE ESTA NÃO PODE CONTINUAR.

MARCOS MAURICIO OLIVEIRA DOS SANTOS, 05/08/2012 às 06:51

O TRANSITO DE SALVADOR ESTA CAOTICO. E PRECISO TER IDEIAS PARA ACHAR UMA SOLUÇÃO PORQUE DO JEITO QUE ESTA NÃO PODE CONTINUAR.

ver mais

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

26/10/2014 às 10:43

Fluxo de veículos já causa congestionamento por Salvador

O grande fluxo de veículos neste domingo, 26, por conta...

26/10/2014 às 09:40

Trânsito no Barbalho está congestionado neste domingo

O trânsito no bairro do Barbalho está congestionado neste...

26/10/2014 às 08:46

Trânsito começa apresentar pontos de lentidão em Salvador

O trânsito em Salvador começa a apresentar pontos de...

22/09/2013 às 22:13

Projeto propõe que prefeitura tome imóveis abandonados - Foto: Mila Cordeiro | Ag. A TARDE

Projeto propõe que prefeitura tome imóveis abandonados

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias