Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Seg, 10/09/2012 às 14:33 | Atualizado em: 10/09/2012 às 17:18

Marin responde a apelo de Muricy e não liberará Neymar

Almir Leite e Paulo Galdieri

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+
  • Rafael Ribeiro l CBF

    Segundo o presidente da CBF, é preciso pensar no melhor para a Seleção

Depois do empate por 0 a 0 entre Santos e São Paulo, no clássico do último domingo, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico Muricy Ramalho fez um apelo à CBF ao pedir pela liberação de Neymar dos amistosos que a seleção brasileira fará contra a Argentina, no próximo dia 19, em Goiânia, e em 3 de outubro, em Resistência (ARG), pela segunda edição do Superclássico das Américas. E, nesta segunda-feira, o presidente da entidade que controla o futebol nacional, José Maria Marin, deixou claro que não pretende abrir mão do atacante santista nestes confrontos diante dos argentinos.

Em conversa com a imprensa no saguão do hotel onde a seleção está concentrada, em Recife, palco do amistoso desta segunda-feira, às 22 horas, contra a China, Marin ressaltou que a seleção brasileira é "prioridade".

Desta forma, Marin deixou em segundo plano também o fato de o próprio técnico Mano Menezes ter manifestado, na última sexta-feira, após amistoso contra a África do Sul, no Morumbi, preocupação com o desgaste físico sofrido por Neymar nesta temporada repleta de partidas que vem sendo realizada pelo jogador.

"A CBF pensa no que é melhor para a seleção brasileira. Nós temos uma grande responsabilidade com a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. É uma responsabilidade de todo brasileiro, direta ou indiretamente. Eu espero a compreensão de todos, porque nós precisamos montar uma grande seleção", enfatizou o presidente da CBF.

A lista de convocados para os amistosos da seleção contra a Argentina será anunciada logo após o duelo diante da China, no Estádio Arruda. Apenas jogadores que defendem times brasileiros serão chamados por Mano Menezes para estes dois confrontos.

comentários(0)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

28/09/2012 às 17:07

Por Neymar, Muricy quer que CBF adie jogos do Santos

O técnico Muricy Ramalho lamentou nesta sexta-feira, após...

27/11/2014 às 09:13

Sem ir ao Mineirão, Marin parabeniza Atlético por título

A decisão da segunda maior competição envolvendo times...

18/11/2014 às 18:52

Neymar revela intenção de passar faixa a Thiago Silva

Neymar disse nesta terça-feira que fez questão de tentar...

18/11/2014 às 09:42

Marin abafa crise aberta por Thiago Silva na seleção

O presidente da CBF, José Maria Marin, silenciou sobre a...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias