Chame Gente

Qui , 12/09/2013 às 08:30 | Atualizado em: 12/09/2013 às 08:30

Começam as especulações sobre substituto de Bell no Chiclete

Maíra Azevedo

  • Fernando Amorim | Ag. A TARDE

    Missinho, vocalista do Chiclete com Banana na década de 80, desponta entre os favoritos

Bastou Bell anunciar a saída do Chiclete para que começassem as especulações sobre quem seria o substituto dele. Nas redes sociais, várias campanhas sugerem nomes de artistas para assumir os vocais da banda.

Primeiro vocalista do grupo, entre  1980 e 1986, Missinho Amorim desponta entre os favoritos. Já existem centenas de posts no Facebook pedindo a volta dele.

O cantor não comenta o assunto. Mas, por meio da  produtora, Vera Lúcia, afirmou que a Chiclete foi uma banda que passou na sua história, mas ele agora cuida da carreira solo.

"Ele está focado na gravação do novo CD, sobre guitarra baiana. Prefere não comentar (a saída de Bell). Ele é muito reservado", disse ela.

Outros dois que têm o nome ventilado como substitutos de Bell são os vocalistas Rafael Chaves, da Via Circular, e Topera, da banda 5%.


Rafael Chaves, da Via Circular, e Topera, da 5%, também estão entre os nomes (Foto: Reprodução)

Em entrevista, Rafael disse que ainda não recebeu nenhum convite, portanto não pode comentar o assunto.  "Não posso confirmar nada. Ainda não sei de nada. Mas estou na torcida", revelou.

Topera não foi localizado pela reportagem, mas o empresário da 5%, que não quis ser identificado, disse que  o cantor só se pronunciará se for convidado, mas que ficou feliz de ser lembrado.

Louco ou corajoso?

No site do Chiclete, fãs buscam respostas sobre o futuro do grupo. Há quem acredite que, por meio de uma corrente de chicleteiros, é possível fazer Bell desistir da carreira solo.

"Não existe Chiclete sem Bell Marques. Nosso presidente precisa voltar", diz um deles, desesperado.

A ansiedade é tanta que  fãs definem o próximo vocalista da banda como louco e corajoso ao mesmo tempo. "A pessoa tem que ser 'sem noção' para assumir os vocais no lugar de Bell. É melhor a banda acabar", resume.