Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Ter, 24/07/2007 às 16:01

Ex-presidente da Infraero questiona anúncio sobre possibilidade de aumento das passagens

Agência Brasil

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

Brasília - O ex-presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) Adyr da Silva disse hoje (24) que não cabe à estatal discutir aumento de preço de passagens aéreas. O comentário foi feito um dia depois que o atual presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, admitiu que os preços das passagens poderão subir nos próximos meses em conseqüência de mudanças na operação do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

“E a Infraero tem alguma coisa a ver com passagem de aviação? O que o aeroporto tem a ver com passagem? Essa história de aumento de passagem é papo furado. Isso é alguém que não entende qual é o mecanismo que está valendo e está se manifestando”, protestou Adyr da Silva, em entrevista à Agência Brasil. Hoje, Silva é presidente do Instituto de Transporte Aéreo e da Sociedade Brasileira de Direito Aeronáutico.

Ontem, o presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, admitiu a possibilidade de aumento nas passagens aéreas. “Não que o aeroporto não estivesse seguro, mas chegou a hora de medidas cautelares e isso pode significar aumento de preços. O passageiro vai ter que pagar mais pela sua segurança”, afirmou em entrevista coletiva.

O Sindicato Nacional de Empresas Aeroviárias (Snea) informou que ainda é cedo para discutir possíveis aumentos nos preços das passagens aéreas. De acordo com a assessoria do sindicato, o reflexo dessas medidas na economia das empresas aéreas só poderá ser sentido depois da regulamentação das mudanças, o que deve ser feito pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

comentários(0)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

27/07/2014 às 12:03

Caixas-pretas do Air Algerie vão para a França

O porta-voz da embaixada francesa, Didier Nourrisson,...

25/07/2014 às 11:06

França confirma a morte das 118 pessoas em Mali - Foto: Agência Reuters

França confirma a morte das 118 pessoas em Mali

23/07/2014 às 10:58

Dezenas morrem durante acidente com avião em Taiwan - Foto: Agência Reuters

Dezenas morrem durante acidente com avião em Taiwan

19/07/2014 às 13:01

Brasileiro perde companheiro em queda de avião na Ucrânia - Foto: Reprodução | Facebook

Brasileiro perde companheiro em queda de avião na Ucrânia

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias