Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Sex, 01/04/2011 às 11:27 | Atualizado em: 01/04/2011 às 11:43

Bebê torturado pela mãe em Camaçari faz exame de corpo de delito em Salvador

Clarissa Pacheco | A Tarde On Line

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

>> Confira a lista de Conselhos Tutelares no Estado da Bahia onde é possível denunciar violência contra crianças

O bebê de um ano do sexo masculino encontrado em Camaçari com queimaduras e marcas de tortura provocadas pela própria mãe, de acordo com a polícia, está em Salvador, nesta sexta-feira, 1º, para fazer exame de corpo de delito. A criança, que está acompanhada da conselheira tutelar Jociara Pinheiro de Souza, sofreu violência na tarde desta quinta-feira, 31.

“Nós recebemos denúncias e solicitamos a ajuda da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) para ir até o local. Quando os policiais chegaram lá, ela estava agressiva e o menino foi encontrado com marcas de queimaduras nas costas e nos pés”, explicou a coordenadora do Conselho da cidade, Maria Domingas Silva Magalhães.

De acordo com o delegado Aldaci Ferreira dos Santos, responsável por casos de violência sexual contra crianças, no momento da prisão, a mãe do bebê, Ângela Neves dos Santos, de 27 anos, não estava sob efeito de entorpecentes. “Mas, de acordo com as informações que nós tivemos, com a investigação e pelo próprio depoimento dela, no momento do ato ela estava sob efeito de drogas”, explicou.

Até que haja uma vaga em um presídio judicial, Ângela permanece custodiada na Deam de Camaçari. “Fizemos consulta nos sistema e não encontramos passagens dela pela polícia, mas foi autuada em flagrante delito por crime de tortura e permanece à disposição da Justiça”, disse Ferreira.

Tutela da criança – Em decorrência da falta de uma casa de passagem na cidade de Camaçari, o garoto, que foi chamado de Arthur pelos conselheiros, permanece sob tutela de Jociara Pinheiro, que acompanhou todo o caso.

“As informações que nós tivemos é que Ângela falava coisas desconexas. Hoje, voltaremos a entrar em contato com ela para tentar localizar algum parente do garoto para que possamos entregá-lo a familiares. Caso contrário, infelizmente, teremos que procurar um abrigo em Salvador ou em Lauro de Freitas”, afirmou a coordenadora Maria Domingas. O garoto volta ainda hoje para Camaçari e segue sob tutela do Conselho.



comentários(0)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

10/07/2014 às 09:20

Ucsal inscreve em curso de extensão em inglês

Estão abertas até 4 de agosto as inscrições para o curso...

18/06/2014 às 08:09

Doação de sangue vai até esta quarta no Salvador Shopping - Foto: Luciano da Matta | Ag. A TARDE

Doação de sangue vai até esta quarta no Salvador Shopping

13/06/2014 às 10:10

Confira ao vivo nas câmeras a situação do trânsito Salvador

Quer saber como está o trânsito na região da Arena Fonte...

11/06/2014 às 13:09

Dilma chama metrô de

Dilma chama metrô de "calça comprida"

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias