Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Qui, 02/08/2012 às 22:35

Saúde abre primeiro debate entre candidatos de SP

Elizabeth Lopes, Beatriz Bulla e Ricardo Carvalho

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

Uma das áreas mais problemáticas para a população, a saúde, foi a que abriu o primeiro debate entre os candidatos que disputam a prefeitura de São Paulo, hoje à noite, na Rede Bandeirantes de Televisão. A não ser o tucano José Serra, a maioria dos candidatos reclamaram do atual sistema de saúde e o serviço prestado pelo município nesta área, defendendo mudanças e mais rapidez no atendimento. Neste primeiro bloco, o petista Fernando Haddad aproveitou para polarizar com o adversário tucano, criticando a atual gestão de Gilberto Kassab (PSD), sucessor de José Serra no cargo e aliado político do tucano.

Nas considerações feitas sobre o tema saúde, Gabriel Chalita (PMDB) e Levi Fidelix (PRTB) disseram que o problema atinge mais a população carente. Soninha Francine (PPS), Carlos Giannazi (PSOL) e Celso Russomanno (PRB) defenderam mais rapidez no atendimento e mudanças na atual estrutura. "Hoje o médico não chega ao paciente", criticou Russomanno.

O tucano José Serra citou programas criados em suas gestões, ele foi ministro da Saúde, prefeito e governador de São Paulo. O candidato do PDT, Paulinho da Força, disse que é preciso fazer o Sistema Único de Saúde (SUS) funcionar. E o petista Fernando Haddad disse que a saúde é o problema mais crítico da cidade de São Paulo. "Faltam leitos e prometemos entregar os hospitais prometidos e que não foram entregues", criticou.

A ordem de posicionamento dos candidatos no debate foi resultado de sorteio. Em ordem, responderam no primeiro bloco: Carlos Giannazi (PSOL), Celso Russomanno (PRB), Soninha Francine (PPS), Levy Fidelix (PRTB), Gabriel Chalita (PMDB), José Serra (PSDB), Paulinho da Força (PDT) e Fernando Haddad (PT). Antes de falar de suas propostas para a saúde, Soninha disse que o PPS disponibilizou a linguagem de libras no seu site para os deficientes auditivos.

comentários(0)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

23/08/2014 às 13:37

Alckmin passará por nova avaliação médica nesta tarde

O governador de São Paulo e candidato à reeleição pelo...

23/08/2014 às 11:37

Alckmin segue internado e presença em debate é incerta - Foto: Divulgação

Alckmin segue internado e presença em debate é incerta

22/08/2014 às 17:24

Marina: não irei aos palanques onde não estava indo

A candidata à Presidência Marina Silva (PSB) disse nesta...

22/08/2014 às 11:41

Secretário do PPS defende união em torno de Marina

O secretário-geral do PPS, Davi Zaia, defende que a...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias