Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Sex, 31/08/2012 às 19:58

Campanha de Fortunati contra-ataca na saúde

Elder Ogliari

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

A campanha do prefeito José Fortunati (PDT), candidato à reeleição em Porto Alegre, usou a propaganda de televisão desta sexta-feira para contra-atacar na discussão sobre o atendimento à saúde da população. O programa lembrou que o número de equipes de saúde da família da capital gaúcha crescerá de 54 em 2005 para 200 até o final deste ano e 282 até 2016, quando estará apto a atender todos os necessitados. Também assegurou que o sistema de agendamento remoto de consultas e a central de regulação de leitos, com capacidade para organizar 15 mil internações por mês, estarão prontos até o final do ano que vem. Lembrou, ainda, que o Hospital da Restinga, destinado ao atendimento da população da zona sul do município, está em construção. Os apresentadores sugeriram que, assim como num tratamento com remédios, não se pode parar no meio do caminho para não se desperdiçar o que já foi conquistado.

Segundo a campanha de Fortunati, as mudanças em andamento devem acabar com as filas diante dos postos de saúde de Porto Alegre. Os concorrentes do prefeito, como Manuela D'Ávila (PC do B), Adão Villaverde (PT) e Wambert Di Lorenzo (PSDB) vêm insistindo no tema e anunciando o uso de tecnologia para conectar informações e facilitar a vida dos pacientes. Na propaganda desta sexta-feira, no entanto, Villaverde e Manuela optaram por falar de segurança pública fazendo uma promessa semelhante à população. "Hoje os municípios também são responsáveis pela segurança", afirmou a comunista. "Vamos assumir a segurança pública como responsabilidade do município", assegurou o petista.

Yeda

A ex-governadora Yeda Crusius (PSDB) entrou na campanha de Di Lorenzo nesta semana, com depoimentos elogiosos ao tucano. "Ele tem grande capacidade de colocar as ideias em prática; isto está no DNA do PSDB", afirmou. Desde que deixou o Palácio Piratini no final de 2010, Yeda vinha evitando atos políticos públicos. Fez de 2011 um ano sabático e em 2012 articulou a candidatura de Di Lorenzo nos bastidores, afastando o deputado federal Nelson Marchezan Júnior da disputa.

comentários(0)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

17/10/2014 às 13:50

No debate do RS, Tarso e Sartori trocam acusações

O debate entre os candidatos ao governo do Rio Grande do...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias