Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Dom, 16/09/2012 às 16:02

Russomano quer manter o "nível" e nega "guerra santa"

Fausto Macedo

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

O candidato do PRB (Partido Republicano do Brasil), Celso

Russomano, à prefeitura de São Paulo, disse há pouco, no extremo norte da capital Paulista, que "não vai comentar, não vai baixar o nível da campanha", ao ser perguntado sobre as acusações feitas a ele pela senadora e ministra da Cultura, Marta Suplicy (PT), que o chamou de "lobo em pele de cordeiro" durante comício realizado ontem.

"Acho triste que isso esteja acontecendo, essa apelação não leva a nada, não constrói cidadania, não respeita o eleitorado, não está respeitando o cidadão que quer saber das propostas, dos problemas da cidade", declarou Russomano, pouco antes de dar início à uma carreata programada para percorrer 38,5 quilômetros de ruas e avenidas das regiões da freguesia do Ó e Vila Brasilândia. Russomano disse que "vai manter o nível, não vai baixar o nível de jeito nenhum, deixa que eles façam isso".

Sobre a acusação que lhe foi feita pelo ex-presidente Lula de que não tem programa de governo, o candidato do PRB, primeiro lugar nas pesquisas de intenção de voto, rebateu. "O programa está no meu site, eu tenho falado a respeito disso todos os dias, com toda a paciência do mundo, sobre cada segmento, sobre cada área e eu estou à disposição para continuar discutindo programa de governo. "Se eles estão fazendo ataques à minha pessoa é porque quem não tem programa não sou eu."

Russomano disse que seus opositores, que ocupam a administração pública paulistana há muitos anos, abandonaram a saúde do município. Ele disse que seu projeto para a área de saúde, com informatização dos postos de atendimento e hospitais municipais não é uma utopia. "Utopia é você chegar no Jardim Ângela, na Zona Sul de São Paulo, e encontrar 63 fichas (de pacientes) dentro de envelopes. Você tem seu prontuário lá e sai de lá para ser atendido no Hospital do Campo Limpo, por exemplo, e vai chegar lá e não tem nada a seu respeito. Tinha que estar no computador."

Ele esquivou-se da polêmica que envolve o presidente nacional de seu partido, Marcos Pereira, e a Igreja Católica. "Nós não vamos fazer de São Paulo uma Guerra Santa. Não leva a nada. Aqui no Brasil todas as religiões convivem em paz e harmonia. A umbanda e o candomblé se dão bem. Judeus se dão bem com muçulmanos, que se dão bem com evangélicos, que se dão bem com os católicos. Eu não vou promover esse tipo de coisa. Eu quero falar sobre São Paulo." Ele não quis responder à pergunta sobre o tamanho da participação da Igreja Universal do Reino de Deus em sua campanha.

Sobre os ataques que vem recebendo das campanhas de seus principais rivais, Russomano argumentou. "Quem não respeita a população fazendo essa baixaria perde votos. Isso tem sido demonstrado ao longo desses últimos dias. Eu não vou ceder a esse tipo de coisa."

Ao se negar a responder nova pergunta sobre a polêmica das igrejas, Russomano indagou. "Não adianta mais a gente ficar aqui discutindo o sexo dos anjos."

comentários(1)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

Antonio Carlos Pereira Costa, 16/09/2012 às 20:38

EU ACHO QUE EM SÃO PAULO O PT E O PSDB DEVERIAM SE UNIR PARA DERROTAR O MAL MAIOR QUE É O FARSANTE E FILHOTE DA UNIVERSAL (VIXE!!) O TAL DO RUSSOMANO. ESSES EVANGÉLICOS NÃO PODEM CHEGAR AO PODER, SERIA A DESGRAÇA DESSE PAÍS!

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

24/10/2014 às 00:00

Cabos eleitorais do PT e do PSDB entram em confronto em São Paulo - Foto: Michel Filho | Agência O Globo | 23.10.2014

Cabos eleitorais do PT e do PSDB entram em confronto em São Paulo

23/10/2014 às 21:39

Campanha do ódio não pegou, diz presidente do PT-SP

O presidente estadual do PT, Emídio de Souza, afirmou na...

23/10/2014 às 09:34

Petistas tentam conquistar votos para Dilma em SP

De olho nos eleitores do maior colégio eleitoral do País,...

21/10/2014 às 07:31

Bandeiras do PT são penduradas em prédio da Prefeitura

Três bandeiras do PT em alusão à candidata à Presidência...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias