Pular navegação e ir direto para o conteúdo

Fale com a Redação

Qua, 19/09/2012 às 19:03

Vídeo prova compra de voto por deputado tucano em MG

Marcelo Portela

Você:


Seu Amigo:


Para enviar para outro(s) amigo(s), separe os e-mails com ","(vírgula).

Ex.: nome@exemplo.com.br, nome@exemplo.com.br

Máximo 200 caracteres


(*) Todos os campos são obrigatórios

Reportar Erro:

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas pelo A TARDE preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Máximo 200 caracteres

(*) Todos os campos são obrigatórios

-A A+

A Justiça Eleitoral considerou como prova válida o vídeo em que uma intermediária aparece distribuindo dinheiro supostamente para carroceiros votarem no deputado federal Carlaile Pedrosa (PSDB), candidato à prefeitura de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. A decisão é do juiz Maurício Soares, do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), para quem a gravação não pode ser considerada ilícita porque foi feita em local aberto, em meio a várias pessoas.

Para o magistrado, o vídeo, divulgado no fim de semana pela revista Época, não pode ser considerado ilícito porque foi feito "em ambiente com grande número de pessoas, inclusive em local tumultuado e às portas abertas, conforme se verifica na gravação". Nas imagens, uma mulher, que seria intermediária a serviço do tucano, distribui dinheiro a carroceiros. Cada um recebeu R$ 140 junto com material de campanha de Carlaile.

O vídeo é prova em ação judicial movida pela candidatura da atual prefeita, Maria do Carmo Lara (PT), que disputa a reeleição. A campanha petista pede a impugnação do adversário por compra de votos e abuso de poder econômico.

Na ação, o PT afirma que é o próprio Carlaile o homem que aparece entregando o dinheiro para a mulher repassar aos carroceiros. Maurício Soares também determinou busca e apreensão de documentos no comitê eleitoral tucano.

No início das eleições, o candidato a vice de Carlaile, o deputado estadual Pedro Ivo Ferreira, conhecido como Pinduca (PP), já havia tido a candidatura impugnada a pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE). Ele foi condenado em 2008 por abuso de poder econômico a três anos de inelegibilidade, mas, com o advento da Lei da Ficha Limpa, a pena passou para oito anos de inelegibilidade.

Na sede do PSDB estadual, a informação foi de que quem poderia se pronunciar sobre o vídeo seria o próprio Carlaile, que preside o diretório tucano de Betim. Porém, ele não atendeu o telefone nem retornou os recados deixados em sua caixa postal até o início da noite desta quarta.

comentários(0)
  • comentar

    Esqueceu sua senha?

    Digite aqui seu e-mail

    Esqueceu seu login e/ou senha?

AVISO: O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade do autor da mensagem.

outras notícias

27/10/2012 às 13:36

Promotoria Eleitoral confirma compra de voto no Acre

Francisco Bezerra, assessor parlamentar do senador Sérgio...

17/10/2012 às 19:14

PF vê lavagem e quadrilha em avião com dinheiro no Pará

A Polícia Federal de Marabá (sudeste do Pará) vai...

04/10/2012 às 19:38

PF: operação que apreendeu R$ 1 mi no PA foi 'açodada'

A operação comandada na terça-feira, 2, pelo juiz...

03/10/2012 às 19:34

Para PF, dinheiro apreendido no PA compraria votos

A Polícia Federal de Marabá investiga "fortes indícios"...

< >

Imprimir

imagem

Antes de imprimir lembre-se da sua responsabilidade e comprometimento com o meio ambiente.

Se preferir, envie por e-mail ou gere um arquivo em .pdf

Deseja realmente imprimir? nãosim

Botão Fechar
Copyright © 1997 - Grupo A TARDE.Todos os direitos reservados.
Rua Prof. Milton Cayres de Brito n° 204 - Caminho das Árvores - Salvador/BA. CEP: 41.820 - 570 Tel.: ( 71 ) 3340 - 8500 | Redação: ( 71 ) 3340 - 8800
últimas notícias