Centro Norte Baiano

Da Redação Sex , 06/07/2018 às 09:16

Qualidades nutricionais do caxixe são estudadas por jovens de Irecê



Com a proposta de demonstrar as qualidades nutricionais do caxixe e o uso desse legume na culinária, as estudantes Ana Lara Fideles e Iorrana Figueiredo, do curso técnico de Nutrição e Dietética, do Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) de Irecê, desenvolveram o projeto “Rabic: redescobrindo as biodiversidades do caxixe”. As alunas contam que, durante as pesquisas, descobriram que o vegetal, embora seja característico da região de Irecê e pouco valorizado pela população, é riquíssimo em fibras e pode ser utilizado em receitas diversas.

As estudantes apresentaram os benefícios e as utilidades do caxixe durante a 7ª edição da Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA), promovida no âmbito do projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado. Ana Lara conta como surgiu a ideia do projeto: “Conheci o caxixe, também conhecido por cabacinha, através de minha avó, que consumia o legume com regularidade. Mas eu não via este produto da região sendo muito divulgado. Começamos a pesquisar e conhecer as diversas propriedades e descobrimos que é mais nutritivo do que a abóbora”, revela.

A colega Iorrana reforça a comparação das qualidades do caxixe em relação à abóbora. “O uso desse legume é muito benéfico, porque tem mais fibras, carboidratos e proteínas que a abóbora, o que o torna muito mais nutritivo para o consumo. Por exemplo, enquanto a abóbora possui 1g de proteína, o caxixe possui 2,9 g. Em relação às fibras, a diferença também é legal. No caxixe é de 1,9 g, enquanto na abóbora não passa de 0,5g”.