Centro Norte Baiano

Claudia Lessa Sex , 17/05/2019 às 20:09 | Atualizado em: 17/05/2019 às 20:11

Encontro de revendedores baianos de combustíveis é realizado em Feira de Santana



O Sindicombustíveis promoveu, nesta sexta-feira (17), o Encontro de Revendedores de Combustíveis da Bahia, em Feira de Santana. Regulação de mercado; atuação dos órgãos fiscalizadores; e conjuntura atual do setor de combustíveis no Brasil, em especial na Bahia, foram alguns dos temas discutidos durante o encontro. Na cerimônia de abertura, o secretário em exercício e chefe de Gabinete de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), Luiz Gugé, representando o governador Rui Costa, destacou que o foco é tornar a Bahia autossuficiente em etanol. Atualmente, o setor gera no Estado 20,4 mil empregos diretos, o que representa 5,8% do total nacional.

O gestor da SDE destacou que, além do setor de Comércio, o órgão trabalha com as áreas de Petróleo e Gás e Energias Renováveis. “Temos uma equipe técnica de ponta que pode apontar índices e estudos para nortear o segmento. O governo está atento às demandas, nossa orientação é encarar os problemas e resolver. Em relação à questão específica dos combustíveis renováveis, o vice-governador e secretário, João Leão, está em uma corrida incansável de atração de empreendimentos da indústria sucroalcooleira para região Oeste. A meta é implantar dez usinas e tornar a Bahia autossuficiente em etanol e açúcar”, afirmou Luiz Gugé.

A Bahia, que importa mais de 70% do seu consumo de etanol e açúcar, consumiu 800 mil m³ de etanol em 2018 e produziu apenas 29,1%, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Segundo a União da Indústria de Cana-de-açúcar, o consumo do produto é de cerca de 600 mil toneladas, entretanto a produção baiana na safra 2017/2018 foi de 160 mil/toneladas.