Centro Sul Baiano

Claudia Lessa Qui , 11/01/2018 às 08:27 | Atualizado em: 11/01/2018 às 11:12

Estudante de Conquista é premiada em festival internacional de cinema



A estudante Fabíola Rocha Pereira, 18 anos, de Vitória da Conquista, foi premiada como melhor atriz, na categoria Ensino Médio, do III Festival de Cinema Escolar de Alvorada (RS), um dos mais representativos eventos do gênero da América Latina. A aluna, que concluiu, no final de 2017, o 3º ano no Colégio Estadual Camilo de Jesus Lima, participou durante todo o ano passado de cursos de vídeo do Centro Juvenil de Ciências e Cultura (CJCC) – unidade da rede estadual, localizada no município do Sudoeste baiano. A sua premiação se deu por conta de sua atuação no curta-metragem “Cicatrizes”, uma criação estudantil coletiva que trata a questão da violência doméstica contra a mulher. O vídeo concorreu com 1.300 produções fílmicas de 94 países,

O vídeo, que tem a duração de cinco minutos, foi realizado pelos estudantes Johnata Almeida, que atuou ao lado de Fabíola; Viviane Osório, responsável pelas imagens; e Ingrid Sousa, pelo figurino.

“Estou muito feliz e surpresa. Quando o nosso professor Daniel Leite nos inscreveu, no ano passado, não tinha muita expectativa de que ganharíamos algum prêmio, já que se tratava de um festival internacional, com concorrentes de quase 100 países e isto não é pouco”, comemora a aluna premiada por sua performance como atriz.

“Cicatrizes” – que ficou em 3º lugar no Produção de Vídeos Educativos (PROVE), em 2017, da rede estadual – aborda um tema atual e recorrente. “Contamos uma história de muitas mulheres que sofrem abusos em suas relações. No nosso vídeo, finalizamos com a libertação dessa mulher, que passa a escrever livros relatando o seu sofrimento e a sua luta, para mostrar que, com a conscientização sobre os seus direitos, as mulheres terão força para lutar e vencer”, conta Fabíola.

A diretora do CJCC de Vitória da Conquista, Aline Irigoyen, comenta sobre o trabalho realizado pelos estudantes dos cursos de vídeo. “Todo o processo de realização do vídeo foi enriquecedor para os alunos, que tiveram a oportunidade de visitar o Centro de Referência de Atendimento à Mulher Albertina Vasconcelos, aqui em Vitória da Conquista. Para eles, foi uma experiência fantástica, que ajudou na criação do trabalho. Esta premiação é muito importante para todos nós, levando-se em conta que estavam à frente estudantes do Ensino Médio da rede pública do nosso Estado”.