Centro Sul Baiano

Da Redação Sex , 10/08/2018 às 18:27 | Atualizado em: 10/08/2018 às 18:29

Projeto Escolas Culturais é implantado em Brumado



O projeto Escolas Culturais, desenvolvido pela Secretaria da Educação do Estado, foi lançado nesta sexta-feira (10), no Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Gestão e Meio Ambiente, no município de Brumado. A iniciativa, que vem sendo desenvolvida em 85 escolas em todo o Estado, tem o objetivo de potencializar os projetos estruturantes artístico-culturais já desenvolvidos pelas escolas da rede estadual, além de fomentar atividades voltadas para o perfil de cada unidade. A ideia é estruturar os auditórios e outros espaços das unidades com equipamentos para a projeção de audiovisual; palco para apresentações artísticas; e internet banda larga para o desenvolvimento dos projetos, a exemplo de programas de rádio e fomento ao empreendedorismo.

O lançamento do Escolas Culturais contou com apresentações de música, dança, poesia, capoeira, cordel, balé e outras manifestações culturais. A solenidade foi aberta com apresentação do Grupo de Capoeira Topázio e da Filarmônica Lira Ceciliana. No foyer da unidade escolar, os visitantes puderam apreciar as obras de arte do estudante Mateus Roseno e dos artistas Dill Rocha e Robson Trindade. No palco, os estudantes foram protagonistas e comandaram a festa com as suas artes, chamando a atenção pela diversidade dos projetos de arte e cultura.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, presente ao lançamento, falou sobre a importância da implantação da Escola Cultural. “Na rede estadual, no dia de hoje, em comemoração ao Dia do Estudante antecipado, estamos tendo atividades culturais em mais de 600 escolas e todo ano a gente tem diversos projetos como o FACE (Festival Anual da Canção Estudantil) e o TAL (Tempo de Artes Literárias), dentre outros, que são projetos que têm um traço cultural e isso é praticado em mais de mil escolas, além das práticas científicas”, afirmou o gestor, destacando que o CEEP não será a única unidade escolar em Brumado a participar da iniciativa. “Mas o CEEP terá a tarefa de interligar as nossas escolas e de se relacionar com as escolas do município e, principalmente, com entidades, como a Academia de Artes e Letras de Brumado”, pontua, informando que cada escola onde o projeto é desenvolvido passa a contar com um coordenador cultural, além de ações de requalificação e aquisição de novos equipamentos.