Metropolitana

Claudia Lessa Qua , 13/06/2018 às 17:56 | Atualizado em: 13/06/2018 às 18:01

Posto do CrediBahia de Castro Alves será inaugurado nesta quinta



O posto de atendimento do Programa de Microcrédito do Estado da Bahia – CrediBahia de Castro Alves será inaugurado nesta quinta-feira (14), às 10h30, no prédio da prefeitura municipal, onde vai funcionar. Resultado de uma parceria entre a Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE) e a Prefeitura de Castro Alves, o equipamento visa beneficiar empreendedores individuais, associações e cooperativas da cidade. Uma audiência pública para a apresentação do programa antecederá a inauguração.

O secretário da SETRE, Vicente Sarno, destaca a importância do posto do CrediBahia. “É um instrumento de desenvolvimento territorial, que visa ampliar a geração de emprego e renda, a partir do apoio ao trabalho desenvolvido pelos empreendedores individuais, grupos de produção, associações produtivas e cooperativas de produção que não têm acesso às vias de crédito usuais”.

Para obter o financiamento, os interessados deverão se dirigir ao posto de atendimento, onde será feito um cadastro, e posteriormente, o agente de crédito fará uma visita ao empreendimento para análise das condições do negócio e da capacidade de pagamento, bem como para a definição do valor a ser financiado. Para o empreendedor, os documentos necessários são: RG, CPF e comprovante de residência recente. Para o avalista, RG, CPF, comprovante de renda e de residência recentes. Já para as cooperativas e associações serão necessários: aval dos cooperados/associados, produção própria, máquinas e equipamentos, veículo (propriedade fiduciária) e hipotecas.

O CrediBahia é uma iniciativa do Governo da Bahia, realizada através da SETRE e da Agência de Fomento do Estado da Bahia S.A - Desenbahia, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e as prefeituras municipais. A concessão do primeiro empréstimo, tanto para capital de giro quanto para investimento fixo, varia de R$ 200 a R$ 1.500, e com as renovações pode-se chegar, progressivamente, a R$ 7 mil para os empreendedores informais e a R$ 10 mil para aqueles que possuem CNPJ.