Metropolitana

Da Redação Ter , 19/11/2019 às 13:47 | Atualizado em: 19/11/2019 às 14:10

Capoeiragem Mirim promove batismo de jovens de Camaçari



O projeto Capoeiragem Mirim promove batismo de jovens capoeiristas de Camaçari, nesta quarta-feira (20), no Dia Nacional da Consciência Negra. Desta vez, a confraternização acontece com as turmas Reco-Reco e Atabaque, às 9h, e Caxixi e Baqueta, às 14h, no Núcleo PHOC III do Centro de Treinamento e Estudos da Capoeiragem, no município.

Criado por Mestre Bimba, o batizado significa a inserção do aluno no universo da Capoeira. Na sua versão contemporânea, os alunos, por meio de uma festa, têm a oportunidade de conhecer os diferentes mestres e professores convidados. Após o batismo, o aluno entra oficialmente no mundo da Capoeira, recebendo sua primeira graduação.

Após ser batizado, o capoeirista, mais amadurecido, trocará de graduação até chegar a sua formatura, quando alcança o cordão azul, denominado de aluno formado ou instrutor (caso esteja dando aula). E assim segue até receber o título de Mestre de Capoeira, que é aquela pessoa reconhecida pela comunidade por sua dedicação em orientar pessoas, formar cidadãos e valorizar a sua cultura.

Há mais de 25 anos apresentando para crianças e jovens os ensinamentos e valores da capoeira, o Capoeiragem Mirim conta, há cinco meses, com os patrocínios da Braskem e do Governo do Estado, por meio do Fazcultura e das secretarias de Cultura e da Fazenda. O grupo promove eventos gratuitos e integrado a diferentes artes, em busca de valorização positiva das origens culturais, através do aprendizado das habilidades e técnicas da Capoeira.

Com dois núcleos de ensino na Bahia - um localizado na Cidade da Luz, no bairro de Pituaçu, em Salvador, e o outro no PHOC III, no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEUs), em Camaçari, -, o projeto une arte, cultura e ensino de qualidade. Nos dois núcleos, o projeto conta com quase 100 alunos, que variam de idade entre 5 a 16 anos. As aulas acontecem no contraturno das crianças (horário em que não estão na escola), tendo uma duração em média de duas horas, às segundas, quartas e sextas-feiras. Ao todo são oito turmas, divididas por idade e turno.