Da Redação Seg , 05/02/2018 às 11:43 | Atualizado em: 08/02/2018 às 10:26

Inscrições para o Prouni podem ser feitas a partir de amanhã



Os estudantes que fizeram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017) poderão concorrer as bolsas de estudo parciais e integrais disponíveis pelo Programa Universidade para Todos - ProUni 2018. Os candidatos devem fazer sua inscrição entre os dias 6 e 9 de fevereiro.

Para as vagas do Prouni é necessário ter obtido uma nota mínima de 450 pontos na média do Enem e não ter zerado a redação. Os alunos que forem contemplados irão estudar em faculdades da rede particular de ensino que participam do programa e a bolsa será válida durante todo o curso. Para as bolsas parciais o aluno precisa pagar o valor restante das mensalidades, já aqueles que conseguirem uma bolsa integral não precisarão bancar valores adicionais.

Para este semestre, o Ministério da Educação (MEC) vai oferecer 242.987 vagas em 2.976 instituições de ensino particulares. Dessas, 113.863 são bolsas de estudo integrais (37.604 para cursos à distância) e 129.124 bolsas de estudo parciais.

Como se inscrever no Prouni

Para concorrer a uma bolsa de estudo Prouni é preciso acessar o site oficial do programa, fazer o cadastro usando o número de inscrição Enem 2017 e a senha mais atual usada no Enem. Após o cadastro é só acompanhar o resultado da inscrição Prouni da primeira chamada que será divulgado no dia 14 de fevereiro.

E se não conseguir uma boa classificação do Prouni 2018?

Saiba que ainda existe uma alternativa para aqueles que não tiveram o nome na lista dos aprovados. É possível recorrer ao Educa Mais Brasil. Maior programa de inclusão educacional do país, que também oferta bolsas de estudo com descontos de até 70% nas mensalidades. Para conseguir este benefício basta clicar aqui, escolher a cidade, o curso pretendido e fazer inscrição de forma gratuita.

A exemplo que é possível, é a história como a de Fernanda dos Santos, contemplada pelo Educa Mais Brasil, com uma bolsa de 50% do curso de Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo. “Nunca tentei alternativa pública pois sempre estudei em escola particular, e os critérios do governo para esses programas geralmente são muito restritivos. Então eu me vi em outra realidade, foi quando um amigo falou comigo do Educa, que era muito bom e oferecia bons descontos nas mensalidades. Fiz minha inscrição e depois de 2 semanas me ligaram informando que eu fui contemplada”.

Fernanda garante que foi uma conquista e que se realizou de forma total, e ainda ressalta “Eu me senti totalmente segura com o programa, nunca tive problemas, e hoje já estou formada e trabalhando na minha área". Ou seja, o sonho de cursar uma faculdade e se formar não precisa ser adiado. O candidato tem até o dia 31 de março para fazer o cadastro e ainda conseguir ingressar no primeiro semestre do ano. Após essa data, os estudantes só poderão ingressar no segundo semestre.