Da Redação Sex , 08/06/2018 às 09:39 | Atualizado em: 08/06/2018 às 09:40

Educação é o segredo para um envelhecimento saudável



Quem não deseja uma velhice saudável e segura? Esse também é o desejo de Maria Raymunda de Souza, de 71 anos. Quatro filhos, seis netos e uma infinidade de sonhos. Ela, que só conseguiu estudar até a 8º série do Ensino Fundamental, foi uma das primeiras a se matricular na Turma da Maturidade, aberta pelo Instituto Superior de Educação Ocidemnte - ISEO. “Sou uma pessoa idosa e, hoje, tenho muito tempo ocioso. Percebi que esse era um momento para procurar uma ocupação e aprender mais. Me sinto muito feliz com essa oportunidade, vou fazer vários tipos de atividades e ainda melhorar a minha saúde”, planeja.

A sala de aula que Maria Raymunda espera é diferente. Lá, o conteúdo teórico até faz parte da grade, mas o que ela mais almeja é participar de cursos livres, oficinas e atividades físicas. O objetivo é duplo: trabalhar a mente e melhorar a qualidade de vida.

A preocupação com o bem-estar ao envelhecer aumenta assim como a expectativa de vida dos brasileiros. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população do país a esperança de vida ao nascer passou para 75 anos. As principais causas para esse crescimento é o maior acesso à saúde e à educação.

A saúde é tão importante para a qualidade de vida que aparece na Declaração Universal dos Direitos Humanos e também como um dos direitos sociais assegurados pela Constituição Brasileira. Quando saúde e educação caminham juntas, o resultado é desenvolvimento. Segundo um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o acréscimo de quase um ano letivo no Ensino Fundamental resulta em aumento de 3,2 meses na expectativa de vida.

Isso acontece porque quanto maior o nível educacional das pessoas, maior é o acesso delas a informação, principalmente, a assuntos como cuidados e hábitos saudáveis. Com todo esse conhecimento, maiores são as possibilidades de um melhor envelhecimento. É possível também aumentar a longevidade das pessoas se investirmos mais e melhor em educação de qualidade para todos – especialmente para pessoas que estão em situação de vulnerabilidade.

Consciência e autoconhecimento, saúde e qualidade de vida, práticas de meditação, criatividade artística, habilidades digitais e ética e cidadania serão alguns dos conteúdos que os alunos da Turma da Maturidade terão a oportunidade de estudar. O objetivo maior das aulas é investir no empoderamento das pessoas da melhor idade. “Os idosos precisam saber que podem ser ativos, produtivos, se tornar empreendedores e até ter uma nova fonte de renda”, defende Paula Amorim, diretora-geral do ISEO.

Recém-lançada, a turma que já tem quinze estudantes matriculados. A previsão do início das atividades é para agosto. “Me surpreendi com tanta procura em tão pouco tempo de divulgação”, contou Paula, acrescentando que as aulas vão promover maior qualidade de vida e aproveitamento do tempo livre dos idosos. “As atividades teóricas vão durar, no máximo, uma hora. Depois, vamos dedicar o tempo para meditação, atividades laborais, oficinas de artesanato, jogos de inteligência e oficinas de espiritualidade”, listou a diretora do ISEO.

Como são muitas atividades, as aulas vão ocorrer sempre no turno da tarde. “Pensamos em trabalhar nesse horário, porque muitos idosos vão ao médico pela manhã ou cuidam dos seus afazeres domésticos”. Para as pessoas que não tem tanta disponibilidade assim ou não se interessam por todas as atividades que estão sendo propostas, o curso é bem flexível. “Se o idoso só tem interesse por atividade física, ele pode escolher a atividade de seu interesse. Respeitaremos todas as particularidades”, conclui Amorim.

O Instituto Superior de Educação Ocidemnte é uma instituição parceira do Educa Mais Brasil. Os idosos que têm interesse em se matricular na Turma da Maturidade mas não tem condições de arcar com o valor da mensalidade, não precisam se preocupar. É só acessar o site do Educa Mais e conferir as bolsas de estudo disponíveis. A inscrição é gratuita!