Nordeste Baiano

Claudia Lessa Sex , 13/04/2018 às 11:36

Convênios de apoio às cadeias produtivas vão beneficiar 227 famílias



Os convênios de apoio às cadeias produtivas da apicultura e caprinovinocultura do Território Sisal, assinados esta semana, no município de Tucano, vão beneficiar 227 famílias da região. O reforço será de mais de R$ 2,2 milhões, viabilizado por meio do projeto Bahia Produtiva, uma ação do Governo d o Estado, executada pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). A ação é efetivada a partir de um acordo de empréstimo com o Banco Mundial, voltada para financiar projetos de inclusão produtiva e acesso ao mercado.

A Cooperativa de Apicultores de Tucano (COOAPIT) foi um dos empreendimentos selecionados, no valor total de R$655.815.49. O presidente da cooperativa, Franciélio Macedo, destaca que os recursos do convênio irão complementar a estrutura física e impulsionar a produção e comercialização. “Estamos sendo beneficiados com equipamentos para beneficiamento de cera; uma sede para uma associação parceira de cooperados do município de Quijingue; e 100 kits de apicultura com 500 colmeias e materiais para apiários, que vão inserir novos jovens com interesse em começar a atividade, além do apoio para trabalhar com o nosso produto final, como marca, rótulo e embalagens".

Já a Cooperativa Mista de Produção de Gameleira (COOPERGAMA), do município de Retirolândia, foi selecionada para investimentos na cadeia produtiva da caprinovinocultura. O investimento total é de R$ 700.945.87, destinado à implantação de um aprisco rústico, aquisição de máquinas e equipamentos para forragens e de reprodutores caprinos e ovinos, além de uma unidade de propagação de palma, para a alimentação do rebanho. A presidente da entidade, De acordo com Iara Andrade, comemora: “São os sonhos dos produtores que estão começando a tomar forma com a chegada desse convênio. Temos uma expectativa grande em ver esses beneficiários receberem os equipamentos, o que é uma oportunidade de poder melhorar, agregar e, principalmente, ampliar a produção com assistência técnica".

Também assinaram convênio a Associação dos Pequenos Produtores do Povoado de Poço Dantas, do município de Quijingue, no valor de R$ 368.273.37, investidos na cadeia produtiva da caprinovinocultura, com a aquisição de um caminhão, um kit de manejo alimentar e sanitário do rebanho e mudas de palma, além de reprodutores ovinos e a construção de um aprisco rústico. A Associação dos Pequenos Produtores de Gravatá também foi contemplada com investimentos na caprinovinocultura. O valor do investimento foi de R$509.131.88 e prevê a construção de um abrigo rústico, distribuição de mudas de palma, aquisição de veículos utilitários, máquina e equipamentos.

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, ressaltou a necessidade de todos se empenharem, para que os recursos aportados sejam bem utilizados, a partir de uma responsabilidade coletiva e da transparência na execução: "Nós desejamos que os empreendimentos se fortaleçam mutuamente e que todos tenham êxito, trazendo o desenvolvimento não só para o território, mas para toda a Bahia".