Sul Baiano

Claudia Lessa Qua , 15/05/2019 às 18:04 | Atualizado em: 15/05/2019 às 20:44

Projeto para construção de novo aeroporto da Costa do Descobrimento é autorizado



A elaboração de projeto para a construção do Novo Aeroporto Internacional na Costa do Descobrimento foi autorizada em publicação no Diário Oficial do Estado (D.O.E.) desta quarta-feira (15). Esta é a primeira parte do processo para a implantação do novo equipamento pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura da Bahia (SEINFRA).

A Secretaria de Comunicação do Estado informa que a empresa selecionada foi a Acquamarina Santo André Empreendimentos Ltda., que terá 120 dias para apresentar os estudos técnicos e a definição do local a ser implantado. Além disso, também serão realizados estudos sobre o modelo de gestão e a operação do atual equipamento em Porto Seguro.

O novo aeroporto substituirá o atual equipamento de Porto Seguro, que é o terceiro maior do Nordeste em movimentação de passageiros por ano. “É um destino turístico desejado por todos. O objetivo do estudo é definir o modelo de concessão ou Parceria Público-Privada (PPP), que possibilite a ampliação de pista de pouso e decolagem e melhoria na estrutura para receber mais voos internacionais”, destaca o secretário de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti.

Outras empresas interessadas em participar e contribuir na construção do novo equipamento terão o prazo de 45 dias para se apresentar no setor de Protocolo da Secretaria de Infraestrutura do Estado (SEINFRA), no Centro Administrativo.

O projeto de implantação do novo aeroporto do município também foi assunto de reunião entre o CEO da empresa alemã Hirmer, Christian Hirmer, e o secretário de Planejamento do Estado, Walter Pinheiro, realizada na terça-feira (14), em Munique, na Alemanha.

Pinheiro falou sobre as propostas discutidas com o representante da Hirmer: “Esta é uma grande empresa alemã do setor de comércio e serviços e seu projeto, na Bahia, envolverá, além da implantação do novo aeroporto de Porto Seguro, um grande projeto hoteleiro, de turismo e de serviços na região, envolvendo a comunidade local no fornecimento de produtos”.

O projeto de implantação do aeroporto também foi assunto de reunião entre o CEO da empresa alemã Hirmer, Christian Hirmer, e o secretário de Planejamento do Estado, Walter Pinheiro
O projeto de implantação do aeroporto também foi assunto de reunião entre o CEO da empresa alemã Hirmer, Christian Hirmer, e o secretário de Planejamento do Estado, Walter Pinheiro

O superintendente de Atração e Desenvolvimento de Negócios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), Paulo Guimarães, que também compõe a missão na Alemanha, completou que, brevemente, a empresa Hirmer apresentará o master plan do projeto ao Governo do Estado. “Incluirá parceiras locais para o fornecimento de frutas e formação de mão de obra na região e o desenvolvimento de um projeto de geração de energia solar”.

Energia solar

A missão da Bahia na Alemanha articula, também, a implantação de empresas de energia solar com as empresas alemãs do setor Kriner, Kako e Siemens. A reunião entre os representantes das companhias e o secretário Walter Pinheiro e o superintendente da SDE, Paulo Guimarães, aconteceu nesta quarta-feira (15), em Munique. Nas reuniões, avançaram as tratativas para a vinda dessas três empresas alemãs para o Estado, com o objetivo de desenvolver ainda mais o setor, em especial, a geração de energia distribuída, conforme o secretário da SEPLAN.

Nas próximas semanas, o Governo da Bahia avançará nas conversas com essas empresas, buscando definir modelos que possam atrair os setores público e privado a adquirir este tipo de energia na forma de serviço prestado por empresas privadas”, de acordo os gestores

“As reuniões geraram muito interesse das empresas. A Kriner produz estruturas metálicas para equipamentos solares e tem parceria com fabricantes de painéis solares. A Kaco produz inversores e a Siemens atua como produtora de equipamentos elétricos e integradora de sistemas, sendo umas das maiores empresas do mundo no setor elétrico”, destacou Pinheiro.

Ainda de acordo com o secretário, ficou acertada uma agenda com a Siemens Energias Distribuídas no Brasil, no início de junho. Com a Kaco, revela, as conversas avançaram na direção de trabalhar com o plano e a política para o setor de produção, buscando imediata ação com o Polo Industrial de Ilhéus.