Sul Baiano

Da Redação Ter , 14/01/2020 às 10:00 | Atualizado em: 14/01/2020 às 10:21

Mineração de níquel retorna em Itagibá e vai gerar mais de mil empregos



Localizada no município de Itagibá, a Atlantic Nickel - antiga Mirabela Mineração do Brasil - anuncia oficialmente nesta terça-feira (14) a sua primeira exportação de minérios, desde que suspendeu as atividades em 2016. O embarque das dez mil toneladas de concentrado de níquel se dará entre os dias 15 e 25 de janeiro, conforme disponibilidade no Porto de Ilhéus. O evento contará com presença do vice-governador João Leão, da diretoria da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) e de representantes do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), além dos prefeitos e autoridades das regiões de Itagibá e de Ipiaú.

O presidente da CBPM, Antonio Carlos Tramm, ressalta que o retorno da mineração de níquel em Itagibá é um grande indicador para o ano que se inicia. “O retorno das operações da Atlantic traz um incremento de receitas para o Estado mas, mais importante, traz quase mil empregos para a região. Esta é mais uma boa notícia, que vem junto com o aumento de produção da Vanádio de Maracás no fim do ano passado e além dos dois contratos que a CBPM fechou em 2019”.

A Atlantic Nickel adquirida pelo fundo de investimentos Appian Brazil em agosto de 2018 e, desde então, passou por um processo de reestruturação e reforma para que pudesse voltar a operar. As obras para a sua reabertura duraram cerca de um ano e, atualmente, são 900 profissionais empregados pela mineradora, entre empregos diretos e indiretos, conforme dados da companhia, considerada a segunda maior mina de níquel do mundo, atrás apenas da Voisey’s Bay, descoberta no Canadá em 1993.