Centro Sul Baiano

Da Redação Sex , 12/07/2019 às 17:47 | Atualizado em: 12/07/2019 às 18:58

Festa Literária de Macaúbas promove diversas experiências culturais



A segunda edição da Festa Literária de Macaúbas (FLIMAC), promovida pelo Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) da Bacia do Paramirim, foi encerrada nesta sexta-feira (12). Com o tema “Entre versos e prosa cantarei o meu sertão”, o evento foi aberto na quarta (10) com a apresentação do homenageado da festa, o escritor, poeta, cantor e compositor da terra, Pedro Defensor Sant’Ana, e com o show da Filarmônica Nossa Senhora da Imaculada Conceição.

Diversas experiências, como oficinas, debates, encontros, apresentações culturais, exposição e teatro, foram vivenciadas pelos visitantes durante os três dias da feira. O público infantil teve um espaço e uma programação especial com a FLIMAquinha. O diretor do CETEP, professor Alan Figueiredo, falou sobre a participação do público. “A comunidade de Macaúbas abraçou a nossa festa. Todos em busca de conhecimento, consumindo cultura, participando ativamente, e os nossos estudantes envolvidos nas palestras, protagonizando belos momentos com as apresentações de dança, música e teatro”.

Os estudantes também protagonizaram projetos de arte e cultura, como o Tempos de Artes Literárias (TAL). O estudante Osvaldo José de Oliveira, 13 anos, 2º ano do Ensino Médio, recitou o poema “O verdadeiro buraco forte”. “Meu poema é uma crítica social sobre a omissão da história do Nordeste, quando contada. Além de me preparar para a apresentação, colaborei com a organização da sala de vídeo para as atividades de audiovisual”, explicou.

O livro “Antologia Estudantil II”, textos escritos por estudantes do CETEP, foi lançado durante a festa literária. Rafael da Costa, 16, 2º ano, um dos autores, falou sobre a sua produção. “Criei o poema “CETEP” para externar sobre minha trajetória aqui, como uma forma de homenageá-lo. Fiquei muito feliz em saber que fui um dos escolhidos para fazer parte deste livro e apresentar o meu texto durante o lançamento. Também participei de algumas atividades, entre elas a oficina de Matemática. A FLIMAC é um momento de grande aprendizado, entretenimento, troca de experiências, conhecimento e até de reunir e conhecer pessoas novas”, destacou.