Centro Sul Baiano

Da Redação Qui , 05/09/2019 às 13:37 | Atualizado em: 05/09/2019 às 13:49

Escolas realizam campanha "Setembro Amarelo" de prevenção ao suicídio



Os estudantes baianos estão envolvidos em uma série de atividades pedagógicas nas escolas da rede estadual, voltadas à campanha de prevenção ao suicídio: Setembro Amarelo. A ação, lançada pela Secretaria da Educação do Estado (SEC), por meio do programa Saúde do Professor, em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado (SESAB), tem como objetivo promover uma maior compreensão e conscientização sobre o problema e prevenir o suicídio. Dentre as ações que serão realizadas, durante todo o mês, estão palestras com especialistas, além da abordagem do tema por meio das linguagens artística e cultural.

No Colégio Estadual Abdias Menezes, em Vitória da Conquista, os estudantes estão protagonizando o projeto "Todos pela vida". A iniciativa, que acontece até sexta-feira (6), na unidade escolar, envolve rodas de conversas, dinâmicas de relaxamento e palestra com psicólogos sobre temas pertinentes como ansiedade. A aluna Kevelyn Gomes, 18 anos, do 9º ano do Ensino Fundamental, falou sobre a participação no projeto. “É muito importante falar sobre o suicídio, pois desta forma podemos ajudar a quem está passando por problemas e combater o bullying, que também causa transtornos em muitos jovens. Eu estou muito feliz de participar, precisamos saber que a vida não pode parar, temos que superar as dificuldades de cabeça erguida”, destacou.

Além das ações nas escolas, serão veiculadas palestras virtuais com diversos temas, todas as terças e quintas-feiras de setembro, sempre às 14h30 pelo link: (www.telesaúde.ba.gov.br). Outra ação nas escolas é a divulgação do Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio (NEPS), da SESAB. O serviço, que integra o portfólio do Centro de Antiveneno da Bahia (CIAVE), atua na prevenção de suicídios e na redução de reincidências da tentativa destes eventos. A equipe do núcleo é formada por enfermeiros, psicólogas, terapeutas ocupacionais, psiquiatras e estagiários de Psicologia, que atendem pacientes de todas as idades.

O acesso ao serviço se dá através de demanda espontânea ou por casos de tentativa de suicídio, identificados em emergências. As atividades do núcleo foram iniciadas em 1991 e, atualmente, a entidade é referência na Bahia e no Brasil. As ações do NEPS incluem orientação aos pacientes e familiares, e, também, a preparação de equipes de Saúde.

Sobre o Setembro Amarelo - No Brasil, o “Setembro Amarelo” foi criado em 2015 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), com a proposta de associar a cor ao mês que marca o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio (10 de setembro). A ideia é pintar, iluminar e estampar o amarelo nas mais diversas resoluções, garantindo mais visibilidade à causa.