Centro Sul Baiano

Da Redação Seg , 30/09/2019 às 10:46 | Atualizado em: 30/09/2019 às 11:02

Urandi ganha unidade móvel para rastreamento do câncer



Com o objetivo de fortalecer o combate aos cânceres de mama e de colo de útero, uma unidade móvel para rastreamento das doenças foi entregue no município de Urandi. O veículo é equipado para a realização diária de 57 mamografias, 70 exames de papanicolau e procedimentos preventivos, como ultrassom, consultas e biópsias. Ao aumentar o diagnóstico precoce, elevam-se as chances de cura em até 95% dos casos, de acordo com os especialistas.  

“A carreta de rastreamento de câncer vai trabalhar em todos os municípios vinculados ao consórcio de saúde, inclusive Urandi. E nessa parceria com os municípios vamos colocar em funcionamento a unidade hospitalar regional para tratamento de câncer de toda a região”, afirmou o governador Rui Costa.

A unidade, que vai percorrer as cidades que integram o Consórcio Interfederativo de Saúde da Região Alto Sertão, faz parte do programa criado pelo Governo do Estado em parceria com o Hospital do Câncer de Barretos para expandir o rastreamento mamográfico na Bahia. Além desta, de acordo com o governador, serão entregues outras três unidades móveis adaptadas, vinculadas às policlínicas regionais de Jequié, Irecê e Teixeira de Freitas. Duas unidades já existentes receberão suporte, uma em Salvador, no Hospital da Mulher, e outra no município de Juazeiro.   

A Secretaria de Saúde do Estado (SESAB) é responsável por arcar com os custos de pessoal, manutenção e operação das unidades. A implementação do programa envolve um investimento de R$ 63 milhões, sendo R$ 51 milhões em recursos do Estado e R$ 12 milhões de contrapartida da Fundação Pio XII, captados por meio do Instituto Avon, que se dedica a projetos e ações para o combate ao câncer de mama e ao enfrentamento da violência contra a mulher. O público-alvo abrange as mulheres de 25 a 64 anos para o rastreio do câncer de colo de útero e de mulheres de 40 a 69 anos para o câncer de mama.