Claudia Lessa Qui , 28/10/2021 às 06:02

Vacinação permite retorno do setor de entretenimento



A pandemia não acabou. Mas, com o avanço da vacinação e a queda da curva de contágio, um dos setores mais prejudicados com a crise sanitária mundial da Covid-19 – o de cultura e entretenimento – vem, gradativamente, sendo retomado. Na Bahia, mais de 80% da população com 12 anos ou mais está imunizada com a primeira dose e cerca de 47%, com as duas doses ou dose única. Diante deste cenário mais alentador, os poderes públicos estão evoluindo na flexibilização das medidas de segurança e dos protocolos, possibilitando a reabertura das atividades culturais e de lazer.

A expectativa de gestores, produtores, artistas e empresários é que, em 2022, o setor de entretenimento deverá operar mais próximo da sua capacidade na realização de shows, peças de teatro, exposições, bienais de livro, corridas de rua, feiras corporativas e festas. Os aguardados Carnaval – maior produto do setor de eventos e entretenimento da capital baiana – e Festival da Virada – agendado para o correr entre 29 de dezembro e 2 de janeiro –, no entanto, ainda estão em suspense. De acordo com o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, “a gestão municipal continua em análise sobre a realização dos dois eventos soteropolitanos, visto que é necessária uma avaliação sanitária".

Representantes de órgãos e entidades que atuam no Carnaval manifestaram, em audiência pública realizada no último dia 19 de outubro, preocupações pela ausência de definição da realização do Carnaval, fazendo com que artistas optem por reservar datas em cidades com festas já confirmadas. “Como é que organiza um camarote, um bloco a 30 ou 40 dias do Carnaval? O que a gente cobra é que o governador e o prefeito nos deem um prazo. Está tendo uma revoada de turista para São Paulo, Rio, Recife, Minas e Salvador, que é uma das cidades mais tradicionais, mais festivas, está ficando para trás”, disse, na ocasião, o presidente do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar), Flávio Souza.

O presidente da Associação de Blocos de Trio (ABT), Washington Paganelli, eleito neste ano como coordenador do Carnaval 2022, também se posicionou. “Ninguém falou que o Carnaval é inviável, então por que não anunciar? Vamos esperar perder as atrações, os patrocínios? Se até agora não tem a confirmação, ninguém vai comprar nada sem ter certeza”.

Até o momento, os blocos confirmados para a folia carnavalesca, em 2022, são: Camaleão, Vumbora, Bloco da Quinta, Nana, EVA, As Muquiranas e Voa-Voa. Alguns camarotes, como o Planeta Band, Villa Mix, Salvador, Club e Premier, também já confirmaram. A Premium Entretenimento, responsável pela produção do Camarote Salvador, é uma das que anunciaram a edição de 2022 e, seguindo a tendência mundial, será disponibilizado apenas para vacinados, conforme a diretora Luciana Villas-Boas.

Embora tenham no Carnaval uma importante fonte de renda e visibilidade, alguns artistas fazem ressalvas sobre a sua realização no próximo ano. É o caso do músico Carlinhos Brown, que, recentemente, opinou sobre o assunto. “O Carnaval é celebração de alegria; o momento não é alegre”, ponderou.

O presidente da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape), Doreni Caramori Júnior, acredita que o plano atual é voltar a operar com 50% da oferta regular do mercado nos próximos três meses e, em 2022, se espera que 100% da programação de eventos voltem em todo o país. Com o objetivo de orientar toda a cadeia produtiva dos setores de cultura e entretenimento na retomada, a Abrape lançou o Radar Abrape, plataforma que disponibiliza informações atualizadas sobre os decretos e regulamentos publicados por capitais e municípios.

Apesar das indefinições sobre a volta dos grandes eventos públicos na capital baiana, o secretário municipal de Turismo e Cultura (Secult), Fábio Mota, acredita em uma retomada positiva da vida cultural e turística, por conta do planejamento montado durante a pandemia, a exemplo do Capacita Salvador. “A iniciativa foi desenvolvida para contribuir com o crescimento da competitividade do destino Salvador. Mais de sete mil profissionais ligados ao setor turístico já foram capacitados e, atualmente, outros dois mil estão em sala de aula”, contabiliza. O gestor destaca, ainda, o projeto Live Tour Salvador, além do Road Show Salvador, que vem sendo realizado em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-BA) para promover a capital baiana.

Em meio à uma população ávida por cultura e entretenimento, aos poucos a cidade volta ao seu perfil efervescente, com inúmeras opções, a exemplo da Cidade da Música, novo museu instalado no Casarão de Azulejos Azuis, no Comércio, inaugurado pela Prefeitura de Salvador, em setembro, com visitação mediante agendamento. “Mais de 13 mil pessoas já passaram por lá em um mês. Estamos colhendo os louros do que plantamos com o planejamento e apostando em um verão bem movimentado”, avalia Fábio Mota.

O retorno à vida cultural está sendo possível graças ao avanço da imunização. “Salvador é uma das capitais do país que se destacam na campanha de vacinação contra a Covid-19 pela eficiência da aplicação das doses; pelo pioneirismo no desenvolvimento de estratégias, a exemplo das ações de busca ativa dos faltosos nas residências e instituições de ensino; e por ser a primeira a iniciar a aplicação das terceiras doses”, avalia o secretário municipal de Saúde, Leo Prates.

De acordo com o gestor, todo o empenho da prefeitura resultou em cerca de 99% do público habilitado para vacinação na cidade imunizado com a primeira dose e 67% com o esquema vacinal com duas doses ou dose única.

Apesar de positivo o andamento do processo de imunização em Salvador, Leo Prates ressalta que cerca de 180 mil pessoas passaram do período para tomar a segunda dose e faz um apelo para que venham tomar.

Para a realização de eventos em Salvador, como shows, congressos, feiras, espetáculos artísticos, esportivos ou culturais, é necessário solicitar a autorização na prefeitura, através da Central Integrada de Licenciamento de Eventos (CLE), que é coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur).

Festa do Vaqueiro volta a acontecer em Juazeiro | Foto: Luan Medrado | Divulgação | 16.10.2021
Festa do Vaqueiro volta a acontecer em Juazeiro | Foto: Luan Medrado | Divulgação | 16.10.2021

Atividades culturais e esportivas estão de volta

Pouco a pouco, os municípios baianos vão retomando as suas atividades culturais e esportivas, seguindo os protocolos sanitários e atentos aos números da Covid-19. Este é o sentimento geral de gestores, artista e produtores que atuam em cidades da Bahia. Eventos como shows, festivais de música, feiras de artesanato e de carro, campeonatos e corridas ganham as agendas culturais, com a participação da população que, depois de mais de um ano e meio de isolamento social, sai da toca.

Em Juazeiro, no Norte baiano, que já está com 95,51% da sua população acima de 18 anos imunizada com a primeira dose da vacina e 53,48% com a segunda dose ou dose única, o movimento cultural foi reiniciado, em setembro, com a Feira Artesanato da Bahia, promovida pelo Governo do Estado, com apoio da prefeitura. Para participar, foi exigido dos expositores o cartão de vacinação comprovando o ciclo de imunização completo contra a Covid-19. Também houve controle de público, aferição de temperatura, obrigatoriedade do uso de máscara e disponibilização do álcool em gel, de acordo com a gestão municipal.

A agenda esportiva de Juazeiro, iniciada no último dia 10 de outubro, também foi ativada com uma das etapas do Campeonato Baiano de Triathlon. Outra atração que voltou à tona é a IX Festa do Vaqueiro, evento tradicional no município, com cavalgada, missa e shows musicais, realizado no último dia 16. Para garantir a segurança sanitária o número de participantes foi reduzido, solicitamos a apresentação do cartão de vacinação, comprovando as duas doses da vacina contra Covid, determinamos o uso obrigatório de máscara e a verificação da temperatura para acesso ao espaço, além de disponibilizar álcool em gel para o público.

O secretário municipal de Cultura, Turismo e Esportes, Sérgio Fernandes, fala sobre o momento de retomada na cidade. “Passamos por um período muito difícil para todos, especialmente para a classe artística e para os atletas. Mas, aos poucos, com o avanço da vacinação e a redução do número de casos de Covid, estamos retomando as atividades culturais e os eventos esportivos. Em Juazeiro, desde o início do ano, nós realizamos o nosso planejamento de atividades, sempre adequando os eventos aos protocolos de segurança”.

Mercado Cultural  de Lençóis é reaberto

A retomada cultural e turística em Lençóis está em plena atividade. Artistas locais já se apresentam em espaços particulares ou públicos desde junho passado. Com a estrutura de receptivo do destino turístico – em que os atrativos são, na maioria, ao ar livre – e o avanço da vacinação, os finais de semana têm sido de casa cheia nas pousadas, hotéis e restaurantes. 

Além disso, a reabertura do Mercado Cultural, uma construção histórica do século 19, localizado no centro da cidade, vem consolidando uma agenda de eventos no espaço.

De acordo com a secretária municipal de Turismo e Cultura de Lençóis, Laura Garcia, a flexibilização das medidas restritivas para a retomada foi acontecendo gradativamente. “Lençóis está há semanas com menos de seis casos de Covid-19, por isso estamos tendo segurança em ampliar a ocupação hoteleira e permitir eventos”.

Itacaré promove o Esquenta Festival de Forró

A edição 2021 do Esquenta Festival de Forró de Itacaré, marcada para os dias 13 e 14 de novembro, é uma mostra de que o entretenimento na turística cidade do Sul baiano está de volta. Realizado pela prefeitura, em parceria com a produtora Toca Pra Nós Dois, o evento vai receber nomes como Targino Gondim, Flor Serena, Rafael Zalela e Os Três da Bahia, Marlon Moreira e Trio Baianado, Marcos Abaga e Aram e Os Bahiunos. Este ano, a novidade será o Arrastão da Rural Elétrica, que promete levar  alegria, música e diversão pelas ruas do bairro Pituba, onde acontece o festival.

O Esquenta Festival de Forró de Itacaré, conforme o prefeito Antônio de Anízio, tem a importância não somente “de promover o lazer e o entretenimento, atraindo turistas para a cidade, mas também por fazer o resgate do melhor do forró nordestino”. Durante a festa está prevista uma campanha de prevenção contra a Covid-19.

Porto Seguro incentiva os museus

Histórica e turística, a cidade baiana de Porto Seguro se prepara para o reavivamento dos seus bens culturais materiais e imateriais, nesta fase de retomada das atividades sociais, com o avanço da vacinação contra o coronavírus, estando cerca de 65% da população imunizada com a primeira dose e 35% com a segunda dose. De acordo com a Superintendência de Cultura de Porto Seguro, o trabalho atual está focado na requalificação, restauração e ampliação dos museus, em defesa do patrimônio histórico e cultural.

Para isso, informa o superintendente de Cultura de Porto Seguro, Herculano Assis, foram firmadas parcerias com órgãos estaduais, federais, instituições religiosas e civis para a inserção de projetos de restauro e requalificação dos prédios e acervos da Casa de Câmara e Cadeia, sede do Museu de Porto Seguro; e da Igreja da Misericórdia, sede do Museu de Arte Sacra e seu acervo.

Feira vai realizar campeonato de voo livre

Com cerca de 70% da população de quase 630 mil habitantes vacinada com a primeira dose contra o Coronavírus e, em média, 46%, com a segunda dose, além dos 8.514 imunizados com a dose única – dados de até 20 de outubro –, Feira de Santana volta a movimentar o setor de entretenimento. Um dos eventos mais esperados nesta nova fase é a terceira etapa do Campeonato Baiano de Voo Livre, prevista para dezembro, no Morro de São José. Os protocolos de segurança contra a Covid-19 estão sendo elaborados.

A gestão municipal tem reaberto espaços e investido em projeto como Dia de lazer, realizado aos domingos, na Av. Nóide Cerqueira, para a prática de esportes e atividades físicas ao ar livre. Nos eventos, o público é orientado a utilizar máscaras e a manter o distanciamento social. Outro espaço de entretenimento foi reaberto foi o Parque Radialista Erivaldo Cerqueira (Parque da Lagoa).