Nordeste Baiano

Da Redação Qui , 27/06/2019 às 14:47 | Atualizado em: 27/06/2019 às 14:52

Fábrica de refrigerantes inaugurada em Alagoinhas deverá gerar 150 empregos diretos



Com a inauguração da nova linha de produção de refrigerantes It, na quarta-feira (26), em Alagoinhas, o Grupo Petrópolis prevê a geração de 150 empregos diretos no município. A empresa investiu, nos últimos seis anos, mais de R$ 1,2 bilhão na Bahia, gerando 470 empregos diretos e 2,6 mil indiretos na fábrica de Alagoinhas, totalizando mais 4 mil empregos diretos e 16 mil indiretos, por meio das unidades de distribuição no território baiano.

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), João Leão, presente ao evento, falou sobre o potencial de desenvolvimento industrial da Bahia, que, segundo ele, é responsável pelo ponta pé inicial da nova linha de produção da fábrica da Petrópolis. “O nosso Estado é o segundo consumidor em bebidas do Brasil. Estamos trabalhando para colocar a Bahia na linha de frente da industrialização do país com variados projetos, a exemplo das energias renováveis, do Sistema Viário Oeste, do Polo Sucroalcooleiro e do Enoturismo”.

Também presente à inauguração, o chefe de Gabinete da SDE, Luis Gugé, destacou o trabalho da equipe da secretaria, prospectando a Bahia e suas potencialidades econômicas. “Temos uma equipe técnica que trabalha para ampliar as atividades empresariais no Estado. Temos hoje, com essa ampliação do Grupo Petrópolis, o resultado do trabalho da SDE. Queremos desenvolver industrialmente a Bahia e movimentar a nossa economia para gerar emprego para o povo baiano”.

Mais investimentos – Em 2018, o Grupo Petrópolis assinou um protocolo de intenções com o Governo da Bahia para viabilizar a ampliação e modernização da sua linha produção no ramo das bebidas alcoólicas e não alcoólicas. O apoio do governo baiano foi ressaltado pelo presidente da empresa, Walter Faria, que garantiu mais investimentos em território baiano, para os próximos anos. “Estamos finalizando, em Uberaba, a implantação da próxima fábrica do grupo. Já solicitei da nossa equipe mais estudos para viabilizar novas ampliações na Bahia. Agradeço aos baianos por abraçar a nossa empresa. Com o público e o privado caminhado juntos, a Bahia avança”.