Vale do São Francisco

Da Redação Ter , 08/01/2019 às 16:40 | Atualizado em: 08/01/2019 às 16:42

Projeto de valorização do idoso é protagonizado por estudantes de Sobradinho



A troca de experiências e escuta é uma atividade que vem apresentando resultados significativos entre os estudantes da Escola Estadual Maria José de Lima Silveira, em Sobradinho (a 576 km de Salvador) e idosos do Abrigo Pedras Preciosas, localizado no município. A ação acontece por meio do projeto “Relíquias preciosas”, desenvolvidos pelos alunos no local, onde realizam saraus e diferentes atividades recreativas.

A iniciativa, que completou cinco anos, tem contribuído para que os estudantes tenham uma maior compreensão sobre questões voltadas à Melhor Idade e respeito aos mais velhos, conforme atesta a estudante Karine Matos, 14. “É muito importante este projeto, porque nos estimulou a reconhecer que os idosos merecem de nós o maior respeito e atenção. Tem sido muito gratificante a troca de experiência com pessoas mais vividas que a gente”.

Karine conta, ainda, que a ideia é produzir, no ano letivo de 2019, um livreto para registrar a história de vida de cada um dos 25 idosos do abrigo. “Alguns são mais calados, acho que ficam com vergonha de falar que foram abandonados pela família. Outros têm uma memória incrível, como o Sr. João que tem 101 anos e lembra de tudo da vida dele, até da queda que tomou na juventude jogando bola e acabou ficando com o dedo tortinho”, diz Karine.

A professora de História, Zeny Nunes, conta que a ação voluntária dos alunos no Abrigo Pedras Preciosas contribui para melhorar a qualidade de vida dos idosos. “É um trabalho que começa na sala de aula, nas disciplinas de História, Cidadania e Identidade Cultural, a partir da troca de ideias sobre respeito, afeto e diretos, a partir do Estatuto dos Idosos. Nossos alunos ficam muito sensibilizados e gratificados pela oportunidade de se envolverem em uma ação que estimula a solidariedade, o afeto, o respeito”.